Riot compensa funcionários que saírem durante mudanças de estratégia

1 min de leitura
Imagem de: Riot compensa funcionários que saírem durante mudanças de estratégia
Imagem: Riot

A Riot anunciou mudanças oficiais na direção e estratégia para o futuro da empresa, e pretende compensar melhor seus funcionários que resolverem sair durante o processo. As informações foram divulgadas num novo post no blog oficial da companhia, que não se enxerga mais como uma "empresa de games", mas sim uma "empresa de gamers".

"Nós sempre faremos jogos. Mas também achamos cada vez mais que isso é um jeito ultrapassado de nos categorizar. Nós não queremos ser definidos pelas coisas que fazemos, nós queremos ser definidos pelas pessoas para as quais fazemos essas coisas. Dito de maneira diferente, nós preferimos nos ver não como uma empresa de games, mas uma empresa de gamers."

Isso não é tão diferente do que a Riot já vinha fazendo, ou até outras produtoras de jogos também. Mas mostra que a companhia pretende continuar investindo cada vez mais em outras áreas além de jogos propriamente ditos. É o caso de seriados como Arcane, que já foi renovado para a segunda temporada.

Ao mesmo tempo, a companhia reconhece que muitos de seus funcionários buscaram trabalhar ali pensando apenas nos jogos. Por isso, ela facilitou as condições e benefícios para quem quiser deixar o emprego.

Os trabalhadores da Riot que quiserem sair vão receber 25% de seus salário base, três meses de benefícios e todos os bônus a que tiverem direito no momento da saída.

No mesmo post, a Riot também fala sobre a multa que precisou pagar recentemente por causa de condições de trabalho a que submeteu mulheres, num processo de 2018. É basicamente o mesmo texto de sempre para esses casos, reconhecendo os erros e prometendo melhorar no futuro.