Skull & Bones perde seu codiretor, Antoine Henry

1 min de leitura
Imagem de: Skull & Bones perde seu codiretor, Antoine Henry
Imagem: Ubisoft

SKull & Bones parece estar tendo um desenvolvimento conturbado que não deve melhorar em breve. O codiretor do game, Antoine Henry, anunciou sua saída da Ubisoft depois de 15 anos trabalhando com a companhia.

O anúncio foi feito no Linkedin, e o texto diz:

"Adeus Ubisoft! Após quase 15 anos, hoje foi o meu último dia. Estou grato pelas pessoas que conheci e pelo que me trouxeram profissionalmente e pessoalmente. Espero ter sido capaz de retribuir um pouco."

Skull & Bones foi anunciado pela primeira vez durante a conferência da Ubisoft na E3 de 2017. Nem tinha pandemia ainda.

O game passou por vários adiamentos e tem uma promessa para lançamento neste ano, mas parece difícil de ser cumprida com a maneira que ele está desaparecido do radar.

A saída do codiretor certamente não deve ajudar no desenvolvimento do jogo, e o timing também levanta questionamentos.

Antoine Henry trabalhava na filial de Singapura da Ubisoft, que foi o centro de uma reportagem recente do Kotaku onde foram denunciados assédios, cultura tóxica de trabalho e pagamentos ruins. O texto foi publicado em agosto do ano passado e, quatro meses depois, Henry deixa seu emprego de 15 anos sem finalizar o game que estava codirigindo.

Faz tempo que a Ubisoft enfrenta problemas de assédio dentro da empresa, e aparentemente tem sido difícil da companhia segurar seus funcionários. Com o tempo, talvez não seja só um game menor como Skull & Bones que comece a ter um desenvolvimento sofrido.