Elden Ring não terá anéis equipáveis - seu criador explica o porquê

1 min de leitura
Imagem de: Elden Ring não terá anéis equipáveis - seu criador explica o porquê
Imagem: Bandai Namco

Elden Ring vai romper com uma longa tradição de jogos Dark Souls e, apesar do nome, não vai oferecer anéis equipáveis como um acessório para o jogador. A princípio pode parecer estranho, mas a explicação do criador do game, Hidetaka Miyazaki, ajuda a fazer sentido:

"Existem umas duas razões pra essa escolha. A primeira é que, sim, nós exploramos bastante os anéis como itens equipáveis em nosso jogos anteriores - Dark Souls, principalmente - e assim os talismãs dessa vez nos deram a chance de seguir nessas ideias de uma maneira diferente, com uma variedade maior de designs." - declarou Miyazaki em entrevista à revista EDGE. "A segunda razão é que, claro, os anéis existem como 'anéis dedo' físicos nesse jogo, mas mais como itens únicos que estão envolvidos na história e em eventos únicos de personagens. Então nós quisemos que eles tivessem uma posição especial dentro do mundo de Elden Ring, e também que houvesse algo diferente de um ponto de vista do design, em relação aos talismãs."

O trecho acima, em tradução livre, revela que os talismãs terão, então, basicamente a mesma função dos anéis, mas com um design diferente. Enquanto isso, os anéis no jogo terão um papel mais central, o que faz sentido com a premissa do lore de Elden Ring.

Outra coisa interessante que veio da entrevista, falando um pouco da liberdade do jogo, é que o jogador nunca será obrigado a usar a montaria durante os combates. É só uma das muitas opções e maneiras de encarar cada encontro, uma marca no estilo de desenvolvimento de Miyazaki.

Fontes