Magazine Luiza vai financiar produção de jogos brasileiros casuais

1 min de leitura
Imagem de: Magazine Luiza vai financiar produção de jogos brasileiros casuais
Imagem: rafapress/Shutterstock
Avatar do autor

O Magazine Luiza anunciou, nesta quinta-feira (18), que vai investir em jogos brasileiros já finalizados e financiar a produção completa de novos títulos. O foco da empresa será integrar os games hipercasuais, que são voltados para dispositivos móveis, ao superapp Magalu.

De acordo com o Estadão, neste primeiro momento a empresa destinará R$ 100 mil para 3 projetos que serão escolhidos em um edital público. Thiago Catoto, diretor do Luizalabs, que é o braço de inovação do Magalu, explicou que o foco será em produções de curta duração que podem ser jogados no transporte público e têm um tempo de desenvolvimento menor.

“Nosso objetivo é fomentar a indústria nacional e temos o interesse de trazer mais empresas para esse segmento. Estamos começando a nossa jornada em games para pequenos desenvolvedores”, afirmou Catoto.

Jogo mobile

Os estúdios selecionados no edital poderão utilizar além de todo o ecossistema do Magazine Luiza, plataformas como o Magalu Ads, que realiza marketing digital. Os jogos estarão à disposição dos usuários do superapp em uma parte que será dedicada a isso.

“Estamos começando essa estratégia e nos adaptamos rápido. Podemos explorar outros caminhos mais para a frente, com PC e consoles, com custo de desenvolvimento maior, então é por isso que pretendemos explorá-las mais adiante”, reconheceu o diretor do Luizalabs.

O novo braço da empresa na indústria de jogos eletrônicos será o Magalu Games, que atuará como uma publisher, criando e promovendo os games principalmente.

Investimentos

O movimento de mercado do Magazine Luiza é mais um em direção ao público jovem e de conteúdos relacionados a jogos eletrônicos. Em abril deste ano, a gigante anunciou a compra da marca Jovem Nerd e, em julho, foi a vez do Kabum!, considerado o maior e-commerce de games do país.

Desse modo, a ação da empresa se espelha também em companhias estrangeiras, como é o caso da Amazon. Em 2014, a norte-americana anunciou a criação do Amazon Game Studios, que é voltado para o desenvolvimento de jogos. Em setembro deste ano, o estúdio lançou New World, um MMORPG de mundo aberto para PC.