Aposentado, Kinect vira equipamento 'caça-fantasmas' no YouTube

1 min de leitura
Imagem de: Aposentado, Kinect vira equipamento 'caça-fantasmas' no YouTube
Imagem: H3 Productions
Avatar do autor

Depois de muita empolgação e investimentos no começo da década passada, a Microsoft descontinuou o dispositivo e a tecnologia Kinect oficialmente em 2017. No entanto, a tecnologia ainda não morreu e está ganhando novos usos nas mãos da comunidade.

O adaptador com reconhecimento de movimentos encontrou uma nova utilidade recente em um nicho bem curioso: vídeos de supostos caçadores de fantasmas. Segundo o Windows Central, o equipamento passou a ser utilizado por produtoras como a H3 Productions em vídeos de exploração de casas supostamente mal-assombradas.

Confira um exemplo abaixo:

Como o Kinect faz um mapeamento do que está na frente da câmera, ele seria capaz de encontrar "formatos de esqueletos" que não são visíveis, mas estão no local em presença. Considerando a época de Halloween, a ressurreição da tecnologia chega em uma ótima hora para quem curte conteúdos de terror.

No vídeo da H3 Productions, quem apresenta a tecnologia ao grupo é Linda the Ghost Hunter, uma consultora e especialista em assombrações. O sensor aparece acoplado em uma câmera para realizar as capturas sobrenaturais. Ao todo, o clipe já conta com quase 400 mil visualizações.

O Kinect acoplado a uma câmera.O Kinect acoplado a uma câmera.Fonte:  H3 Productions 

O que ele encontrou?

Por volta de 19 minutos e 10 segundos do vídeo, é possível ver uma suposta ação ao Kinect, que identificou uma figura sentada em uma cadeira, sendo que a câmera não mostra nada no ambiente. Logo em seguida, a forma se levanta e ganha a companhia de uma segunda assombração.

O momento em que o Kinect detecta duas formas no vídeo.O momento em que o Kinect detecta duas formas no vídeo.Fonte:  H3 Podcast 

A equipe não explica com detalhes, mas o dispositivo utilizado já é considerado obsoleto: trata-se do Kinect do Xbox 360, que foi superado pela segunda geração e depois pela plataforma já incorporada à divisão Azure no projeto HoloLens.