Designer do Steam Deck explica sua fala de 30 fps como 'objetivo'

1 min de leitura
Imagem de: Designer do Steam Deck explica sua fala de 30 fps como 'objetivo'
Imagem: Valve

Pierre-Loup Griffais, um dos desenvolvedores da Valve trabalhando no Steam Deck, chamou a atenção durante uma de suas entrevistas sobre a plataforma quando disse que a empresa tinha 30 fps como um "objetivo" no portátil. Jogadores do PC, mais do que acostumados com a maioria dos jogos rodando a 60 fps ficaram bem preocupados, então o designer resolveu explicar melhor sua fala no Twitter:

Griffais diz em seu post que o "objetivo de 30 fps" se refere a um mínimo que a Valve considera jogável na plataforma em seus testes de performance, não um máximo. O termo usado gerou uma certa ambiguidade, porque poderia dar a impressão que esse é o objetivo final do console, o limite do que ele pode fazer. Mas na verdade é o contrário, é uma meta para se ter como mínimo.

Segundo o designer, os games que eles têm testado no Steam Deck alcançam ou excedem essa marca. No caso de um console portátil, a contagem de frames por segundo também impacta diretamente no consumo de energia, por isso Griffais diz ainda que o sistema vai contar com um limitador opcional de fps, para os jogadores determinarem se querem sacrificar um pouco da performance para ter mais horas de jogatina.

Um dos testes mais específicos do Steam Deck menciona que dá para jogar Portal 2 no console segurando a 60 fps, na resolução de 720p, com uma duração de 4 horas para a bateria. É um game bem antigo e historicamente leve, então devemos aguardar para ver resultados em jogos mais exigentes.

Fontes