Blizzard: tudo sobre a gigante dos games

2 min de leitura
Imagem de: Blizzard: tudo sobre a gigante dos games
Imagem: Blizzard

Quem acompanha o mundo dos games já deve ter ouvido falar da Blizzard, uma das principais empresas de jogos para computadores e responsável por grandes sucessos como World of Warcraft e Diablo.

Você sabia que a história da empresa começou lá atrás, ainda na geração de Super Nintendo e Mega Drive? Descubra um pouco mais da trajetória dessa gigante dos games.

Nasce uma empresa

Para entender a história da Blizzard é preciso voltar 20 anos no tempo, mais precisamente para 1991. Naquele ano, Allen Adham, Michael Morhaime e Frank Pearce decidiram apostar na promissora indústria dos jogos eletrônicos ao fundar uma companhia que se chamava Silicon & Sinapse e lidava com ports de alguns títulos como RPM Racing e Racing Destruction Set.

Por mais que esses games oferecessem a oportunidade de ganhar nome, os criadores da empresa decidiram que era preciso apostar em algo mais. E foi assim que, em 1992, mudaram o rumo e deram vida ao primeiro grande clássico original para consoles: The Lost Vikings.

No ano seguinte, outro título de sucesso nasceu no Super Nintendo e ajudou a popularizar ainda mais o trabalho — afinal, até hoje Rock and Roll Racing é capaz de trazer boas memórias para muitos.

(Fonte: Blizzard/Reprodução)(Fonte: Blizzard/Reprodução)Fonte:  Blizzard 

Mudança de nome e novos clássicos

Em 1994, a história da empresa passou a tomar um caminho diferente com o início do desenvolvimento de Warcraft: Orcs & Humans. Daquele momento em diante, os esforços da então Blizzard passaram a se voltar para os computadores.

Nos anos seguintes, vimos o nascimento de outros dois grandes nomes da produtora, Diablo (1997) e StarCraft (1998). Com Warcraft, eles se tornaram os grandes títulos da companhia, ajudando-a a ganhar não apenas novos fãs, mas também popularidade e destaque no mundo dos games.

Após quase 1 década apostando apenas nos três títulos, a companhia decidiu se aventurar no mundo dos RPGs online ao dar vida a World of Warcraft (2004), um dos MMORPGs mais antigos ainda em atividade. Foram diversas expansões até chegar ao estágio atual, e o ritmo que acompanhamos mostra que as aventuras com confrontos entre Horda e Aliança estão bem longe de terminar.

Depois de anos trabalhando apenas com computadores, a companhia decidiu voltar ao mundo dos consoles de mesa com a chegada de Overwatch (2016), que abriu novas portas para a Blizzard e, de quebra, inseriu-a com mais força no mercado competitivo (nos famosos esports).

Prêmios e presença no Brasil

Com todos esses jogos em seu catálogo (que ainda conta com Hearthsone e muitos outros), era de se esperar que ela faturasse alguns prêmios em diversas competições, incluindo alguns de Game do Ano, como o entregue para Overwatch em seu ano de lançamento.

Tamanho sucesso fez que a empresa expandisse suas ações para outros lugares e inclusive passasse a contratar talentos de vários países (há brasileiros trabalhando na sede da empresa nos Estados Unidos). Aliás, a Blizzard tem um escritório aqui no Brasil, onde atua de forma oficial desde 2011 e fez de StarCraft II o primeiro grande trabalho do novo time em território nacional.

A fama da Blizzard aumentou tanto com o passar dos anos que ela passou a investir em um evento presencial chamado BlizzCon, no qual são apresentadas todas as novidades da companhia — e, no que depender da produtora, isso só tende a crescer com o passar dos anos devido aos vários projetos em andamento.