Diretor de Demon's Souls Remake deixa Sony Japan Studio

1 min de leitura
Imagem de: Diretor de Demon's Souls Remake deixa Sony Japan Studio
Imagem: Demon's Souls Remake
Avatar do autor

Gavin Moore, diretor criativo de Demon's Souls Remake, anunciou hoje, 1º de Abril, sua saída do Sony Japan Studio. O desenvolvedor de jogos deixa a empresa depois de 24 anos de trabalho.

O britânico iniciou sua jornada nos games na Europa, no escritório da Sony. Trabalhou como artista em The Getaway e Siren, até chegar ao Japão, em 2010. Desde então, foi o diretor de Puppeteer (2013) e Demon’s Souls Remake (2020).

Este não é mais um meme do dia mentira, que ocorre em várias partes do mundo. O 1º de abril também é significado de um novo ano fiscal para muitas empresas asiáticas, como a Sony e a Nintendo.

Reestruturação do Japan Studio

A saída de Moore é mais um indicador da renovação que vem sendo feito na empresa. Outros notáveis também saíram recentemente, como Keiichiro Toyama, responsável pelo primeiro Silent Hill.

"Japan Studio permanecerá focado na Team ASOBI, a equipe criativa por trás do Astro’s Playroom, o que permitirá que a equipe se concentre em uma única visão e construa coisas novas sobre a popularidade do Astro’s Playroom. Além disso, as funções de produção externa, localização de software e gerenciamento de IP dos títulos do JAPAN Studio estarão concentradas nas funções globais do PlayStation Studios", informou a Japan Studio por meio de nota.

Diretor de Demon's Souls Remake deixa Sony Japan Studio