9 games e franquias inspirados nos clássicos Resident Evil

5 min de leitura
Imagem de: 9 games e franquias inspirados nos clássicos Resident Evil
Imagem: https://www.capcom.com/

Na década de 1990, a comunidade gamer foi apresentada a uma saga que logo revolucionaria completamente a indústria dos jogos. Com Resident Evil, publicado originalmente em 1996, os jogadores conheceram o universo de survival horror, que transportaria com perfeição a atmosfera sombria e a proposta dos clássicos filmes de mortos-vivos.

Resident Evil acabou servindo como principal base para uma série de outros jogos que embarcaram no estilo. Dessa forma, o gênero entrou rapidamente em uma constante evolução graças às novas tecnologias e a desenvolvedores cada vez mais criativos.

Conheça abaixo alguns dos principais games que tiveram como grande inspiração os primeiros jogos da franquia da Capcom.

Eternal Darkness: Sanity's Requiem (2002)

Título de lançamento do Game Cube, Eternal Darkness apresenta histórias não lineares em que cada uma é contada sob o ponto de vista de um personagem específico. Porém, todos estão relacionados a um mesmo evento, onde um ser divino e seus escravos, conhecidos como Os Antigos, buscam escravizar a humanidade através da corrupção do seres vivos.

O game trouxe mecânicas similares às de Resident Evil, como o combate em terceira pessoa, resolução de quebra-cabeças e a manutenção de um inventário limitado para armas e itens. Porém, o título se diferencia com um sistema de medidor de sanidade parecido ao de Clock Tower, que afeta os personagens a partir do encontro com criaturas macabras e situações de risco.

Onimusha (2001-2019)

A franquia da Capcom reviveu o Período Sengoku do feudalismo japonês, adicionando personagens icônicos da época, como Oda Nobunaga, em meio a uma batalha entre a humanidade e o exército monstruoso da raça Genma. Na saga, controlamos samurais que se tornam heróis graças ao poder do Oni Spirit, que permite a absorção de almas dos mortos e a utilização de poderosas espadas elementais.

Apesar de focar na ação e combate melee, os primeiros Onimusha herdaram diversas características de Resident Evil, utilizando um sistema de câmeras fixas, quebra-cabeças com coleta de itens fragmentados, personagens únicos e um ótimo gameplay que até hoje é recomendado por fãs do survival horror.

Obscure (2004-2007)

Obscure é um cult do PS2 que passou despercebido por muitos, mas trouxe um interessante sistema que lembra bastante os clássicos filmes de terror dos anos 1980. Arrepiante e com uma atmosférica claustrofóbica, o game coloca um grupo de jovens para ser aterrorizado por monstros em uma escola, e conta com sustos e violência de qualidade.

Assim como nos clássicos da Capcom, Obscure abusa de perseguições e combates rápidos, permitindo o uso de armas brancas do cenário e armas de fogo limitadíssimas. Além disso, o game inovou com um formato multiplayer para dois jogadores, possibilitando ampla exploração e resolução de mistérios em equipe.

Cold Fear (2005)

Tom Hansen, um agente da Guarda Costeira, é convocado para investigar uma chamada suspeita de um baleeiro russo em Bering. Chegando ao local, o federal descobre que a tripulação foi infectada por um parasita conhecido como Exocel, que acabou transformando todos em mortos-vivos. A partir daí, o herói deve lutar pela própria sobrevivência, enquanto tenta descobrir o alcance e potencial do vírus.

Pela própria narrativa do game, nota-se extremas semelhanças com a proposta do primeiro Resident Evil. Porém, Cold Fear chamou a atenção do público por suas nítidas semelhanças com RE 4, trazendo câmera sobre o ombro, uma estética quase copiada do título da Capcom e até mesmo um protagonista parecido com Leon.

Silent Hill (1999-2012)

Silent Hill é um clássico do terror psicológico, e tem como centro uma série de mistérios envolvendo a cidade fantasma que estampa o título dos jogos. A franquia se destacou com seu fantástico level design e atmosfera apavorante, inovando o gênero estabelecido por Resident Evil e tratando a temática do horror de forma mais simbólica.

Considerado "irmão espiritual" de Resident Evil, a saga da Konami possui mecânicas de jogo praticamente idênticas, com manutenção de inventário, resolução de mistérios, transição de cenários e combate, que inclui os famigerados inimigos "esponjas de balas".

Rule of Rose (2006)

Rule of Rose é um título polêmico da Atlus que foi lançado em meio a controvérsias, resultando no banimento em vários países. No game, um grupo de crianças controla uma sociedade hierárquica conhecida como Red Crayon Aristocrats, que mais se assemelha a uma seita, e aplicam métodos extremamente sádicos de violência contra visitantes considerados indesejados pela sua ideologia.

O título se inspira mais diretamente em outros games que utilizaram Resident Evil como base, como Silent Hill (terror psicológico) e Haunting Ground (mecânicas de jogo). Constantemente, os jogadores são colocados para explorar cômodos e fugir de ameaças, enquanto enfrentam chefes e inimigos com estratégias e recursos limitados.

Koudelka (1999)

O título publicado pela SNK é ambientado no País de Gales e segue a psíquica Koudelka Iasant, que é forçada a investigar a misteriosa Mansão Nemeton após a ocorrência de fenômenos sobrenaturais.

Misturando sistema de turnos dos RPGs clássicos com exploração de survival horror, o game renovou os títulos de estratégia ao trazer inspirações em Resident Evil, apresentando desde uma ambientação similar até resolução de quebra-cabeças e câmera fixa. Porém, mesmo com seus detalhes inovadores revelando uma gameplay única, infelizmente não gerou recepção positiva de público na época.

Fatal Frame (2001-2014)

A apavorante franquia de fotografar fantasmas rapidamente conquistou a comunidade gamer, especialmente os fãs do gênero que buscavam uma narrativa imersiva e atmosfera incrivelmente sombria. A saga relata eventos sobre seitas e sobrenatural de uma forma muito particular, trazendo ameaças invisíveis a cada esquina que o jogador encontra.

Para quem curte o icônico estilo de terror oriental, Fatal Frame definitivamente é o tiro certeiro. O título traz um sistema único de jogo, que aliado à inspiração de Resident Evil em suas mecânicas de exploração e câmera fixa, adicionam detalhes que criam o jogo ideal para os fãs de bons sustos e de frio na espinha.

Dino Crisis (1999-2003)

Considerada a melhor franquia com a temática de dinossauros de todos os tempos, Dino Crisis é o perfeito equilíbrio entre o survival horror clássico e a ação intensa, trazendo momentos frenéticos de perseguição e uma narrativa cinematográfica.

Dino Crisis poderia perfeitamente ser chamado de Resident Evil com dinossauros. O título apresenta os principais conceitos introduzidos pela franquia dos mortos-vivos, porém com uma pegada de ficção científica. As similaridades existem desde seus bastidores, já que ambas as sagas foram criadas por Shinji Mikami, e navegam por todos os sistemas de jogo, como combate, movimentação, inventário e level design.

Fontes

9 games e franquias inspirados nos clássicos Resident Evil