Hogwarts Legacy: jogadores poderão criar personagem transgênero

1 min de leitura
Imagem de: Hogwarts Legacy: jogadores poderão criar personagem transgênero
Imagem: https://www.warnerbrosgames.com/

Segundo relatório compartilhado pelo jornalista Jason Schreier nesta terça-feira (2), a Warner Bros. Interactive Entertainment Inc. irá incluir a possibilidade da criação de personagens transgêneros no game Hogwarts Legacy, de forma a combater as declarações polêmicas da escritora J.K.Rowling.

De acordo com fontes internas da desenvolvedora Avalanche Software, Hogwarts Legacy permitirá a personalização do gênero dos personagens de forma a incluir protagonistas trans, com possibilidade de combinar vozes femininas ou masculinas a qualquer tipo de corpo, independente se a classe escolhida for Feiticeira ou Bruxa. A medida surge como iniciativa para superar controvérsias recentes envolvendo a criadora da franquia Harry Potter, que compartilhou comentários e imagens compreendidos como transfobia por parte dos fãs.

A notícia publicada no Bloomberg reforçou que também houve certa resistência da direção do título para que fossem adicionados personagens trans, com boa parte dos conflitos envolvendo o designer principal do game Troy Leavitt, que possuía um canal do YouTube com vídeos atacando o feminismo e a representatividade no mundo dos jogos, além de apoiar a comunidade Gamergate, onde fãs atacam comumente desenvolvedores de jogos por visões progressistas.

Hogwarts Legacy será lançado em 2022 para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series S/X e PC, ainda sem data prevista para chegada.

Hogwarts Legacy: jogadores poderão criar personagem transgênero