Yakuza: interesse dos fãs pode trazer Ishin e Kenzan ao ocidente

1 min de leitura
Imagem de: Yakuza: interesse dos fãs pode trazer Ishin e Kenzan ao ocidente
Imagem: https://www.sega.com/

Em entrevista para o site JP Games, Daisuke Sato, chefe da Sega, comentou sobre o passado e o futuro da franquia Yakuza, trazendo mais novidades sobre o que os fãs poderão esperar da série e sobre a possibilidade de resgatar spin-offs como os orientais Ishin e Kenzan, lançados para PS3 e PS4.

Em agosto de 2019, a Sega havia comentado sobre as dificuldades de consolidar um título voltado para o Japão feudal nas terras ocidentais, mas com o recente sucesso de Ghost of Tsushima e Nioh 2, tudo indica que o posicionamento da publisher sofreu uma grande reviravolta. Quando perguntado sobre as chances de localizar os games para o idioma inglês, Sato mostrou estar bastante empolgado para a adaptação, agradecendo especialmente aos fãs pelo sucesso da franquia neste lado do planeta.

"Pessoalmente, gostaria que esses títulos fossem localizados e apreciados por nossos fãs ocidentais. Estávamos priorizando recuperar nosso terreno com a série no ocidente com Yakuza 0, então o tempo voou sem um momento ideal para lançar esses jogos", disse o produtor. "Na minha opinião, a ação é uma das melhores da série, então eu gostaria de localizá-la se tivermos a chance. No entanto, o jogo também está perto dos 7 anos, então podemos precisar trabalhar mais para refazê-lo ao invés de um simples port, então a decisão é um pouco mais complicada."

Em relação aos títulos Dead Souls e Kurohyo: Ryu ga Gotoku Shinsho, também conhecido como Project K, Daisuke Sato dispensou qualquer possibilidade de revivê-los nas atuais gerações, afirmando ser "desafiador" fazer remakes dos games.

Você gostaria de ver mais jogos de Yakuza em localização ocidental para os consoles atuais? Deixe sua opinião nos comentários.

Yakuza: interesse dos fãs pode trazer Ishin e Kenzan ao ocidente