Top 10 franquias que queremos de volta em 2021

5 min de leitura
Imagem de: Top 10 franquias que queremos de volta em 2021
Avatar do autor

Mais um ano que se inicia e, com ele, a expectativa do retorno de franquias que ficaram paradas no tempo. Seja por problemas de licenciamento, seja pelo fim de suas produtoras, todos nós torcemos para que 2021 marque o retorno de séries que, até o momento, parecem ter um improvável retorno.

O Voxel listou dez franquias que deixariam nossos corações "quentinhos" caso retornassem este ano, confira.

1. Syphon Filter

A série de ação que surgiu no PlayStation One é uma das mais pedidas ao longo dos anos. Inovadora para a época, o primeiro game trazia o agente Gabe Logan em missões que envolviam estratégia, espionagem e muita ação.

Syphon FilterSyphon FilterFonte:  Push Square 

O jogo ganhou sequências no PSP e PS2. Mesmo sendo uma das franquias exclusivas queridinhas da Sony, desde 2007 não recebe um novo game. Entretanto, para nós, fãs, a chama da esperança ainda permanece acesa.

2. Lost Planet

O primeiro game da franquia da Capcom foi lançado no Xbox 360 e PS3. Ele leva o jogador para um planeta gelado, repleto de criaturas gigantescas, onde é preciso sobreviver ao frio e lidar com os monstros. Para isso, o gamer conta com armas de tamanho considerável e até mesmo robôs gigantes para serem pilotados.

Lost PlanetLost PlanetFonte:  Microsoft 

Os outros dois jogos seguintes mudaram bastante os elementos principais e acabaram dividindo a opinião de seus fãs. Mas uma coisa é certa: todos gostariam de ver uma nova versão na atual geração de consoles e PCs.

3. Dino Crisis

A franquia que mistura elementos de Resident Evil com dinossauros de vez em quando gera rumores. No decorrer dos anos, sempre surgiram notícias de um novo game em desenvolvimento, mas até a presente data a Capcom não confirmou absolutamente nada.

Dino CrisisDino Crisis.Fonte:  YouTube 

O game coloca os jogadores no controle de Regina, uma agente que precisa fugir de uma ilha repleta de dinossauros. Apesar do enorme sucesso e popularidade, desde 2003 a série não ganha um novo capítulo ou uma versão remasterizada de seus jogos.

4. Dead Space

A série de terror espacial também foi lançada na geração do Xbox 360 e PS3. No controle do engenheiro Isaac Clarke, o gamer precisa sobreviver a mortos-vivos e alienígenas que tomaram conta de uma base espacial. Para isso, o personagem conta com uma série de armas, como as curiosas Plasma Cutter e Disc Ripper.

Dead SpaceDead Space.Fonte:  EA 

Apesar de estar em uma crescente popularidade, a franquia não vendeu o suficiente para que a Eletronic Arts continuasse investindo em mais capítulos. E, com o encerramento de seu estúdio, Visceral Games, as chances se tornaram cada vez menores. Porém, seus fãs ainda contam com a esperança de uma grande publisher voltar a investir nessa franquia, tão querida e original.

5. Metal Gear Solid

Embora a franquia Metal Gear seja considerada por muitos como uma das mais importantes da história, faz tempo que não temos um título de importância. Embora o último jogo, Metal Gear Survive, tenha sido lançado em 2018, muitos o consideram irrelevante por fugir completamente do que a franquia sempre propôs.

Metal GearMetal Gear.Fonte:  Microsoft 

Recentemente, a Konami anunciou uma grande reestruturação da empresa, mas sem deixar de produzir seus jogos. Com isso, muitos apostam que a empresa não anda muito bem das pernas e cogitam até mesmo que o antigo diretor da franquia, Hideo Kojima, pudesse comprar os direitos da franquia e produzir um novo game.

6. Onimusha

Outra franquia da Capcom parada no tempo, Onimusha fez um enorme sucesso no PS2 por misturar a famosa câmera parada de Resident Evil com elementos sobrenaturais no Japão Feudal. O game coloca o jogador no controle do samurai Samanosuke Akechi, que precisa deter uma invasão demoníaca.

OnimushaOnimusha.Fonte:  Tecmundo 

Apesar de todo o sucesso na era 128 bits, Onimusha nunca mais ganhou um título desde seu 4º game. A Capcom até lançou uma versão "mais bem elaborada" do primeiro capítulo da saga, mas não agradou muito por trazer a mesma jogabilidade sem qualquer melhoria para as plataformas atuais.

7. Fatal Frame

A série de terror da Koei Tecmo revolucionou a era 32 bits por trazer um game diferente do padrão. Nele, era preciso encontrar espíritos utilizando uma câmera fotográfica, além de (segundo a empresa) todos os capítulos serem baseados em histórias reais.

Fatal FrameFatal Frame.Fonte:  Polygon 

Embora tenha começado no PS2 e Xbox, a franquia migrou para outros consoles e teve seu último capítulo lançado no Nintendo Wii U (e agora a série pertence à Nintendo junto da Koei Tecmo). Com a evolução dos óculos de realidade virtual, seria bem interessante jogar um novo game da série com esse aparato tecnológico. O susto seria garantido.

8. Clock Tower

Outra série de terror da Capcom que parou no tempo. Clock Tower é considerado por muitos como o pai do survival horror, já que o objetivo no game é sobreviver aos ataques de criaturas e assassinos. O 3º e último título foi lançado no PS2 e, desde então, nunca mais ouvimos falar da franquia.

Clock Tower 3Clock Tower 3.Fonte:  YouTube 

Os jogos nesse estilo se popularizaram nos últimos anos. Amnesia e Slender são só alguns dos exemplos em que Clock Tower poderia se basear em seu retorno. Porém, também não ficaríamos chateados se o jogo fosse "surfar em outra onda": a de jogos de terror cooperativo, como Dead by Daylight. Eu adoraria ser o Scissorman correndo atrás das minhas vítimas na partida.

9. Parasite Eve

A franquia que mistura elementos de ação e RPG da Square Enix foi uma das mais famosas da geração 32 bits. Principalmente o 2º jogo, que apresentava elementos de games como Resident Evil e Silent Hill, aliados à mecânica do primeiro game.

Parasite EveParasite EveFonte:  Kotaku 

Entretanto, desde o 3º título, lançado exclusivamente para PSP, não houve mais nada relacionado à franquia. Depois do sucesso de Final Fantasy 7 Remake, não é demais sonhar com um Parasite Eve Remake, certo?

10. Silent Hill

Se não bastasse o hiato desde 2013 sem um jogo da franquia, a Konami ainda colocou e tirou "o doce de nossas bocas". Isso porque em 2014 foi anunciado o game Silent Hills, que seria produzido por Hideo Kojima e teria a presença tanto do ator Norman Reedus quanto do diretor Guilhermo Del Toro.

Silent HillSilent Hill.Fonte:  Gamerinformer 

Entretanto, um ano depois, a Konami cancelou o projeto e demitiu Kojima. Os capítulos seguintes todo mundo sabe, mas nós, fãs de Silent Hill, ficamos "chupando o dedo" e com cada vez menos esperança de que um novo título, ou até o cancelado Silent Hills, possa ganhar vida.

Top 10 franquias que queremos de volta em 2021