Skull and Bones: Ubisoft afasta diretor do estúdio

1 min de leitura
Imagem de: Skull and Bones: Ubisoft afasta diretor do estúdio
Avatar do autor

Um email corporativo interno obtido pelo Kotaku indica que Hugues Ricour, um dos encarregados pela supervisão da Ubisoft Singapura e também um dos responsáveis pela produção do esquecido Skull and Bones, foi removido do cargo após uma "auditoria de liderança" dentro da empresa.

Ricour estava encarregado da filial desde o início de 2018 e era responsável por supervisionar muitos projetos do estúdio, que incluem não apenas Skull and Bones, mas também outras responsabilidades como a co-produção da série Assassin's Creed e da nova IP da Ubisoft, Immortals: Fenyx Rising.

Hugues Ricour à direita. (Fonte: FOCUS / Reprodução)Hugues Ricour à direita (Fonte: FOCUS / Reprodução)

“Com efeito imediato, Hugues Ricour não é mais Diretor Administrativo da Ubisoft Singapura”, diz o e-mail da diretora de operações dos estúdios da Ubisoft, Virginie Haas, que assumiu a posição em agosto em meio a diversos escândalos de assédio sexual dentro da empresa.

Segundo fontes do Kotaku, o estilo de gestão e o comportamento de Ricour no trabalho eram extremamente problemáticos e envolviam bullying, comentários humilhantes e retaliação contra aqueles que, aparentemente, enfrentaram ele.

Skull and Bones: mais um capítulo da novela

Originalmente anunciado lá na E3 de 2017 como um jogo de batalha naval inspirado em Assassin's Creed: Black Flag, Skull and Bones estava previsto para ser lançado em 2018, mas desde então já foi adiado várias vezes.

Em setembro deste ano, a Ubisoft confirmou que o game estaria passando por uma espécie de reboot interno, com previsão para ser mostrado em 2021. Outras fontes do Kotaku também disseram que o jogo passou por várias revisões desde o início do desenvolvimento e atualmente ainda está longe de ser lançado.

Apesar da expectativa para o game, só nos resta aguardar os próximos capítulos dessa novela.

Fontes

Skull and Bones: Ubisoft afasta diretor do estúdio