Nintendo compra briga na Justiça contra reclamações sobre Joy-Cons

1 min de leitura
Imagem de: Nintendo compra briga na Justiça contra reclamações sobre Joy-Cons
Imagem: https://proximonivel.pt/presidente-da-nintendo-pronuncia-se-quanto-ao-problema-do-joy-con-drift/

Uma ação judicial movida pelo escritório de advocacia norte-americano Chimicles Schwartz Kriner & Donaldson-Smith (CSK & D) está juntando diversos depoimentos de clientes para processar a Nintendo, após relatos de problemas com Joy-Cons defeituosos. Segundo os compradores, a falha é causada pelo chamado "drift", uma detecção de movimentos não realizados pelos jogadores que faz o dispositivo deslizar.

A situação avançou após a Nintendo se pronunciar sobre o caso, afirmando que “não é um problema real ou não causou nenhum inconveniente a ninguém”. Lesados, os consumidores acionaram os advogados do CSK & D, que solicitaram mensagens “descrevendo sua experiência com o 'drift' de Joy-Con” através de vídeos e relatos visuais. Confira abaixo o e-mail enviado aos clientes.

“Obrigado por entrar em contato com nosso escritório de advocacia sobre o litígio do drift de Joy-Con do Nintendo Switch. Estamos trabalhando em uma montagem de videoclipes de proprietários do Switch como você, como forma de dar voz aos problemas de drift do Joy-Con que você experimentou. Isso será útil para responder aos argumentos da Nintendo sobre como isso não é um problema real ou não causou nenhum inconveniente a ninguém.

(Fonte: Samit Sarkar/Polygon)(Fonte: Samit Sarkar/Polygon)Fonte:  Polygon 

Em um esforço para humanizar e demonstrar esses problemas e seu impacto sobre os consumidores, seria útil para o nosso processo do caso se você enviasse um vídeo curto (90 segundos ou menos) para nós descrevendo sua experiência com o drift do Joy-Con em seus controles.”

Os depoimentos continuam sendo recolhidos pelos advogados, enquanto a Nintendo vem enfrentando problemas com controles defeituosos desde os primeiros lotes do Switch, lançados no primeiro semestre de 2017.

Nintendo compra briga na Justiça contra reclamações sobre Joy-Cons