O vídeo acima não chega a ser necessariamente assustador, mas o conceito por trás dele com certeza é. Se ninguém falasse que ele mostra um vírus HIV se mexendo, você certamente reagiria com indiferença ao conteúdo. Mas é isso que você confere acima: o vírus causador da AIDS se mexendo num corpo vivo.

O HIV é conhecido por ser um vírus retroativo, o que significa que não alcança apenas as suas células, mas sim todo o seu genoma. A infecção, uma vez identificada, indica que já é tarde demais. Sem a tecnologia de edição de gene avançada para “dividir” essa informação, o tratamento pode não ser tão eficiente quanto é hoje – e a filmagem acima nem sequer poderia ser realizada.

O especialista Walter Mothes postou o vídeo no YouTube e deu uma série de explicações sobre o alastramento do vírus pelo corpo. O estudo, feito por pesquisadores da Universidade de Yale, busca detectar a forma pela qual o HIV se movimenta e sugere que possíveis alvos moleculares podem reduzir ou aumentar a presença do vírus. Além disso, o levantamento visa prever os próximos passos da infecção.

Quantas partículas!

Testemunhar diversas partículas “virais” se movimentarem pelo corpo deu aos pesquisadores importantes pitacos de informações. De acordo com o estudo, o HIV se espalha pelo corpo por meio de uma proteína chamada CD169, que é encontrada na superfície de células imunes conhecidas como macrófagos.

Repare nos pontos verdes do vídeo. Eles são pequenos vírus reunidos nas adjacências dos macrófagos. Os pontos vermelhos, por sua vez, representam um tipo específico de célula B, enquanto a cor azul dá lugar ao tecido chamado de “linfonoso”.

Palavras técnicas, não? Clique aqui para conferir esses e outros detalhes da pesquisa no Science Mag.

Vídeo mostra vírus HIV se movimentando pelo corpo humano! O que achou disso? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: