Charles Darwin foi um naturalista e geólogo inglês que bolou a famosa Teoria da Evolução, explicada através de sua obra “A Origem das Espécies”. Segundo ela, todas as espécies de vida descenderam de um ancestral comum através do tempo, gerando um processo chamado de seleção natural, que perpetua indivíduos mais bem adaptados ao seu ambiente e lentamente faz desaparecer quem não lida muito bem com o lugar onde vive.

Essa teoria caiu no gosto dos cientistas e chegou na boca do povo, então muitas vezes é mal interpretada ou pode até ser tema de criações engraçadas. Uma delas é o Darwin Awards, ou Prêmio Darwin, inventado nos primitivos grupos de discussões da Usenet em 1985. Essa “honraria” reconhece indivíduos que supostamente contribuíram com a evolução humana ao se retirarem do fundo genético através da morte ou da própria esterilização por suas próprias ações.

Traduzindo: o Prêmio Darwin é dado para pessoas que morreram de um jeito bastante, digamos, pouco inteligente e não deixaram herdeiros de sua genética “invejável”. Mais recentemente, a brincadeira virou site e ganhou perfis em redes sociais, inclusive no Twitter, onde costuma postar centenas de vídeos hilários de possíveis candidatos ao Prêmio fazendo as burrices mais inacreditáveis.

Confira a seguir alguns dos vídeos mais engraçados compartilhados no Twitter @AwardsDarwin:

1) Contagem regressiva para a morte

2) Sem o ET na cestinha, a bicicleta não voa

3) Tirando o boné com adrenalina

4) Como combater o frio na Rússia

5) Soltar esse balão foi um estouro!

6) Escopeta traidora

7) E se eu jogar uma bombinha dentro do bueiro?

8) Pode vir quente...

9) O Desafio do Balde de Gelo levado ao extremo

10) Mogli, o menino... burro

Menção honrosa

O Brasil já teve um vencedor do Prêmio Darwin! No dia 20 de abril de 2008, o padre Adelir Antônio de Carli partiu de Paranaguá, no Paraná, carregado por milhares de balões de festa cheios de gás hélio para bater o recorde de permanência no ar tendo como destino a cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul.

Saindo da rota planejada por problemas climáticos, o padre perdeu o contato com as pessoas quando rumava para o litoral de Santa Catarina. As buscas duraram mais de 72 horas, mas foram encerradas sem sucesso. Parte de seu corpo foi encontrada apenas no dia 8 de julho a 100 km da costa de Maricá, no Rio de Janeiro.

Prêmio Darwin homenageia pessoas que morreram por falta de inteligência. Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: