A Unreal Engine 3 teve um grau de importância bastante alto na última geração de jogos, com títulos como Gears of War e Mass Effect que foram criados com base nas suas configurações.

A Epic Games, o estúdio que criou Infnity Blade e os jogos de Gears of War, ficou um relativo tempo sem fornecer maiores informações sobre a Unreal Engine 4, liberando somente alguns vídeos para estimular os desenvolvedores – como noticiamos aqui no TecMundo.

Entretanto, esse quadro já mudou drasticamente. Em anúncio oficial da Epic Games, Tim Sweeney afirmou um novo modelo de negócios: assinaturas de somente US$ 19 serão cobradas dos desenvolvedores, assim como 5% das receitas brutas produzidas pelos jogos, para um acesso completo de todos os kits de ferramentas de desenvolvimento e os códigos da Unreal Engine 4.

Dúzias de vídeos com tutorias e explicações dos mecanismos da Unreal Engine 4 foram publicados no canal oficial da Epic Games no YouTube, como você pode ver ao clicar aqui. Visualize um exemplo com detalhes gerais logo abaixo:

O novo e surpreendente modelo é bastante diferente do esperado, mesmo que as assinaturas aparentemente custem mais do que o uso da licença (US$ 99), pois anteriormente 25% dos ganhos que os games produziam seriam destinados à Epic Games – isso depois de os lucros passarem do valor de US$ 50 mil. Sweeny afirmou que esse tipo de modificação ocorreu graças ao peso que os jogos indie adquiriram no mercado, permitindo então maiores chances de produção de tais títulos.

"Nós só seremos bem sucedidos com esse modelo de negócios se os desenvolvedores criarem ótimos jogos", disse Sweeney. Ele também afirmou que as negociações com grandes estúdios ainda ocorrerão, porém Sweeney parece acreditar que o novo modelo criará mais jogos free-to-play e fará com que desenvolvedores amadores consigam explorar os mundos que podem ser criados com a Unreal Engine 4. 

Cupons de desconto TecMundo: