Acordar não muito cedo e ir direto para o computador com uma generosa caneca cheia de café e um belo sanduíche recém-feito em casa pode ser um pouco torturante para quem nunca pensou em trabalhar com tecnologia. Porém, com o rumo que tudo vem tomando, é quase impossível desassociar a ideia de que não falta muito tempo para que o uniforme de trabalho seja uma boa calça confortável e uma pantufa quentinha. Os gerenciadores de projetos online e outros centros de construção da informação de maneira colaborativa já contribuem muito para esta perspectiva.

O trabalho remoto já é uma realidade bastante próxima de muitas pessoas que contam com uma conexão razoável com a internet – quer seja através de modems 3G ou então de uma rede wireless pública – em notebooks, netbooks e celulares conseguem trabalhar de onde quer que estejam. A imagem de um escritório já não é tão necessária em tempos de mobilidade e conectividade extrema. Você já deve ter observado que existem diversas maneiras de se trabalhar sem precisar ir todos os dias para o prédio da empresa e ficar lá por horas e horas.

Seu carro, suas vontades

Além de dispensar a figura presente do funcionário, as empresas agora contam com um novo aliado na hora de desenvolver seus produtos: o próprio consumidor. Nada melhor do que ouvir quem vai fazer uso daquele serviço ou bem para projetá-lo da melhor maneira não é? Foi pensando nisso que a italiana Fiat decidiu criar uma página para que o internauta inserisse suas sugestões de como será o próximo carro a ser produzido pela montadora. O grande princípio motivador disso tudo é fazer com que o produto fique cada vez mais personalizado. Por essa razão o carro se chama “Mio”, que significa “Meu” em italiano.

Você escolhe como vai ser o seu carro!

Se você gostaria de contribuir para a elaboração do projeto do primeiro carro colaborativo da história, pode acessar o site pelo link www.fiatmio.cc e fazer o seu cadastro. O domínio “.cc” determina que esta é uma página em que todo o conteúdo está sob a licença “Creative Commons”, ou seja, é propriedade de todos que ajudaram a fazer o que está lá. A base de tudo está na seguinte pergunta “No futuro que iremos construir, o que um carro deve ter para que eu possa chamar de meu , sem deixar de servir ao próximo?”.

Meu chefe sou eu mesmo!

E que tal um tempo para cochilar entre uma tarefa e outra?Não ter um patrão fixo também é um dos trunfos de toda essa pós-modernidade trabalhista que estamos vivendo atualmente. Prova disso é o serviço criado pela Amazon.com que funciona como um grande caderno de classificados online que lista tarefas a serem feitas no melhor estilo freelance por quem quer que esteja cadastrado no site. Este novo tipo de trabalho pode garantir a renda de muita gente e fazer com que o trabalho aconteça de maneira colaborativa. Os pagamentos pelos trabalhos não são lá muito altos, variam de US$ 0,02 até US$ 4,00 e têm a maior variedade que se pode ver: desde consertar links quebrados de um site até editar dez minutos de áudio bruto.

Uma orquestra de milhões de músicos

Outras formas de colaborar via Internet já transformaram até a estrutura de uma Orquestra Sinfônica. A grande prova disso é o projeto que o YouTube vem desenvolvendo em parceria com milhares de músicos amadores e profissionais espalhados pelo mundo. A Orquestra do YouTube consiste em nada mais do que transformar aqueles vídeos feitos em casa do seu amigo tocando guitarra extremamente bem, ou então a apresentação de saxofone da sua irmã mais velha em algo digno de ser visto em uma cúpula.

O YouTube descobriu milhares de talentos da música!

Os melhores vídeos dessa primeira seleção de músicos foram levados ao Carnegie Hall em Nova York em abril de 2009. Para assistir ao resultado dessa grande competição mundial de músicos, basta acessar http://br.youtube.com/symphonybrasil e conferir o resultado de tanta colaboração online!

Vamos para o bar fazer a reunião?

Mas tanto conforto e flexibilidade pode tirar um pouco o sentimento de que o trabalho nem sempre é diversão. Por mais que as novas tendências observadas na chamada Geração Y, ou seja, a primeira geração a estar completamente familiarizada com a vida online, mostrem que trabalho e diversão agora podem ser coisas bastante próximas, é preciso manter um pouco da velha hierarquia e modos de organizar uma empresa. Lembre-se, apenas um pouquinho!

Para quê ficar naquela sala fechada se o café mais próximo tem Wi-Fi também?Isso fica bastante visível nas práticas feitas em cidades como Nova York, Londres e São Paulo em que trabalhadores independentes se reúnem para desenvolver projetos em conjunto. Mas ao contrário do que alguns podem pensar, esta não se trata de uma reunião feita em uma sala branca, com móveis pesados e aquele ar que quase castiga quem ousa respirar um pouco mais forte. Então que tal mudar o local da reunião para um café, shopping center ou até mesmo um bar que permita o acesso à rede Wi-Fi? Muito mais divertido e solto, não é?

Tratar de negócios não é mais uma obrigação séria. Trata-se da mudança do foco desses assuntos. O que se percebe é que os projetos vem sendo desenvolvidos com muito mais dedicação pessoal. É como se alguém escolhesse algo que sempre considerou divertido e prazeroso de ser feito e de repente notou que esse lazer poderia dar dinheiro. Com a convergência de mídias e a intensificação do entretenimento, muitos empresários iniciantes – donos de startups – decidem transformar aqueles projetos pessoais na sua principal ocupação.

Desafiar o chefe? No videogame vale!


Quem um dia pensou em desafiar o chefe?E como a palavra da vez é “diversão”, que tal uma partida de videogame? Cada vez mais as empresas vêm apostando em alternativas que consigam descontrair os seus funcionários nos momentos de pausa. A “sala do cafezinho” já é tão coisa do passado que para aliviar um pouco a carga de trabalho dessa nova geração – que não é pouca – é preciso investir no passatempo favorito deles: os jogos eletrônicos. Portanto, não estranhe se no seu primeiro dia de trabalho você ouvir seu chefe dizer “esta é a nossa sala de jogos. Você pode vir aqui se divertir um pouco com os seus colegas de escritório! Só cuidado para não perder o ritmo na produção!”.

E para você? Qual seria o seu trabalho dos sonhos? Muita gente consegue ganhar a vida sem precisar sequer sair de casa para ir a um escritório ou qualquer tipo de reunião! O que você acha desse tipo de tendência que o mundo corporativo vem adotando nesses últimos anos? Será que dá certo trabalhar em casa ou então em um escritório superdivertido? Conte para a gente no seu comentário!

Fique ligado para mais tendências da vida moderna aqui no Baixaki!

Até a próxima!

Cupons de desconto TecMundo: