O lançamento oficial de Project CARS veio acompanhado por certa polêmica em sua versão para PC. Muitos jogadores donos de hardwares fabricados pela AMD — incluindo modelos de alto desempenho — relataram problemas em rodar o jogo de maneira correta, o que resultou em acusações de que a desenvolvedora Slightly Mad Studios havia priorizado a NVIDIA de alguma maneira.

Em resposta à crítica de um consumidor, o chefe do estúdio, Ian Bell afirmou que não houve qualquer negociação nesse sentido e que a companhia não recebeu “um centavo” da NVIDIA. “Oferecemos à AMD 20 chaves para o teste do jogo conforme eles trabalhavam nos drivers. Basta olhar para os hardwares mais modestos dos consoles para ver o quão otimizado o jogo está em chips da AMD”, afirmou.

Segundo Bell, a comunicação com a AMD era frequente durante todo o processo de desenvolvimento de Project CARS. “Reafirmo que tudo isso se trata principalmente de uma questão de drivers, mas, obviamente, vamos fazer todo o possível para melhorar a situação a partir de nosso lado”, complementou o executivo.

Através de sua conta pessoal no Twitter, o Vice-Presidente Corporativo da AMD, Roy Taylor, afirmou que a companhia está trabalhando junto à Slightly Mad para solucionar o problema. No entanto, ainda não há previsão de quando um novo driver gráfico otimizado para o game deve ser disponibilizado aos consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: