Larry Hryb e Phil Spencer. Quem acompanha o trabalho da Microsoft certamente conhece essas duas figuras (o primeiro é diretor de programação da Xbox Live e o outro é “só” o chefão da divisão Xbox na empresa de Bill Gates), que se reuniram recentemente para bater um papo sobre o Xbox Project Scorpio. 

Na ocasião, Spencer revelou que a Microsoft não vai obrigar os desenvolvedores a entregar jogos que rodem em 4K nativos. Na verdade, os 6 TFLOPS do console (poder próximo ao que teremos na Radeon RX 480) podem ser usados como eles quiserem. 

“Essa é uma máquina para games com 6 TFLOPS, o que a torna algo grandioso para uma verdadeira experiência 4K, dando a você a possibilidade de ver seus títulos em sua total beleza. Ou, se os desenvolvedores quiserem usar essa capacidade de outra forma, eles são livres para fazer isso”, comentou Spencer. 

Você consegue imaginar como os produtores podem trabalhar com o Project Scorpio? Caso não se lembre de tudo que ele traz em seu pacote, clique aqui para ter uma ideia do conjunto presente no console, mas apenas para antecipar: além dos 6 TFLOPS, o video game também conta com CPU de oito núcleos e memória RAM que deve ultrapassar a largura de banda de 200 GB/s.

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: