Pesquisadores da Universidade de Wollongong, na Austrália, estão focados em um projeto de muita importância para o público feminino: a equipe trabalha no desenvolvimento de um sutiã que automaticamente ajusta-se ao corpo da pessoa de acordo com o movimento — incluindo ficar mais apertado ou frouxo, dependendo da situação.

O Bionic Bra não é nada fashion e usa fibras que, se unidas junto com atuadores, "sente" quando e como os seios movem, ajustando-se na hora  ação. Se você estiver correndo na esteira, por exemplo, ele ficará mais compacto, para impedir que eles balancem demais e até causem problemas físicos, como dores nas costas e danos nos nervos. Quando a pessoa estiver em um ambiente relaxado, sentando-se em uma posição confortável, ele afrouxaria para não ficar apertado demais e garantir uma respiração melhor.

Os pesquisadores usam objetos impressos em 3D para compor o Bionic Bra e contam na equipe com uma professora que já passou 15 anos estudando o movimento dos seios no corpo humano durante atividades físicas. Pesquisas realizadas anteriormente indicam que 85% das mulheres não se sentem confortáveis com o acessório — e isso normalmente significa que elas usam um modelo errado. Os modelos destinados à prática esportiva são os que mais recebem reclamações.

Os sutiãs são objeto frequente de pesquisa em tecnologia: já noticiamos aqui no TecMundo alguns projetos úteis, como o que detecta câncer de mama, e outros duvidosos, como o que somente muda de cor ou um com teclado acoplado.

Cupons de desconto TecMundo: