A motocicleta elétrica mais rápida do mundo acabou de ser lançada pela Lighting Motorcycle, informa reportagem do site The Verge. Sob o nome de LS-218, o veículo de duas roas é um verdadeiro “foguete em terra”. E a poderosa máquina não recebeu seu título sem motivos: é que a moto pode atingir o máximo de 218 milhas por hora – o que corresponde a incríveis 350 km/h.

Para que a alta velocidade pudesse ser suportada pela LS-218, um sistema de suspensão traseira especial precisou ser confeccionado por uma impressora 3D. Mas o destaque do produto não está relacionado apenas ao seu desempenho; acontece que a dispensa de combustível faz dos tradicionais postos de gasolina edificações praticamente obsoletas.

“Esta não é uma motocicleta comum, que usa gasolina. Mas como você demonstra isso? Existe a mesma função – ela é pilotada por um ser humano e sua forma aerodinâmica é familiar. O quão nova a moto é?”, questiona Glynn Kerr, criador do design da LS-218. Para o engenheiro, basta fazer com que os consumidores passem a questionar o veículo apresentado para que as propostas pioneiras passem a ser contempladas.

Além do formato do veículo de US$ 38 mil, o componente que abriga a bateria pode ser eventualmente confundido com a câmara de combustão de motocicletas comuns. Assim como qualquer outra máquina do gênero, a velocidade de pilotagem determina a quantidade de energia consumida. De acordo com Jim Hoogerhyde, piloto responsável por conduzir os testes junto à LS-218, um “tanque cheio” sai por cerca de US$ 40 (em torno de R$ 100).