O conector não agrada a Microsoft por trazer muita dor de cabeça para o usuário

A ausência de portas USB Type-C nos Surface Laptops da Microsoft, ao contrário de muitas outras marcas que já adotam o conector em seus dispositivos, não passou despercebida por muitos usuários. Isso é a maior prova de que a fabricante não acha que esse passo deve ser dado no momento atual.

Lançada em 2014, a porta USB Type-C, USB-C ou Tipo C costuma aparecer em notebooks de última geração, inclusive nas linhas mais modernas da Apple. Mas, segundo Peter Kyriacou, gerente geral da Surface Engineering, o conector não agrada a Microsoft por trazer muita dor de cabeça para o usuário, que vai precisar adaptar todos os seus aparelhos para o novo padrão.

Garantia de acerto

Por isso mesmo, a Microsoft optou por usar o clássico USB Tipo A, aquele que todo mundo conhece e usa muito por aí em todo tipo de conector e nos pendrives. Além disso, há a Surface Connect, a porta proprietária que, por ser exclusiva, acaba por evitar que carregadores de baixa qualidade sejam conectados ao notebook.

Se usarem, por exemplo, um carregador de amperagem mais baixa e o laptop não for carregado devidamente, certamente a culpa vai cair no dispositivo

Kyriacou afirma que a adoção das portas USB Type-C pode ser mais causa de problemas do que uma solução: além de toda a adaptação que o usuário deve fazer para usar esse conector, confusões entre cabos iguais mas com funções diferentes podem danificar o aparelho ou até mesmo “queimar o filme” do Surface, como explicou o gerente.

Segundo ele, se usarem, por exemplo, um carregador de amperagem mais baixa e o laptop não for carregado devidamente, certamente a culpa vai cair no dispositivo, e não no carregador.

Cada porta, uma coisa

A divergência quanto a sua adoção acaba virando mais um elemento na rivalidade entre Microsoft e Apple

Outro motivo para a confusão são as diferenças nas próprias portas USB Type-C, cada qual com capabilidades distintas. Os usuários, de modo geral, vão considerar que basta um cabo entrar corretamente em um conector para que ele funcione como todos os outros. Educar o usuário em relação às eventuais limitações de portas USB-C daria um trabalho que a Microsoft certamente não quer ter.

Se os conectores USB Type-C vão tomar o lugar de outros equivalentes e se popularizar em um futuro próximo, ninguém pode dizer. Porém, a divergência quanto a sua adoção acaba virando mais um elemento na rivalidade entre Microsoft e Apple.

Cupons de desconto TecMundo: