A Delegacia de Homicídios da Capital está investigando a morte de dois motoristas do aplicativo Uber que foram assassinados no Rio de Janeiro, no fim de semana passado. Iuri Martins Pereira Alcântara, de 24 anos, foi morto em Niterói na noite de sábado (20). Já na madrugada de domingo (21), Marcos Vinícius de Oliveira Leite, de 42 anos, foi executado a tiros na zona oeste do Rio, especificamente em Campinho.

De acordo com a polícia, os casos de assassinato não têm ligação.

Ao que se sabe, de acordo com o Último Segundo, o jovem Iuri Alcântara foi assassinado por causa de uma discussão com o motorista de vans Mayk Frem dos Santos, de 38 anos. Iuri havia parado o veículo Uber em um local que era usado como ponto pelos motoristas de van. Então, na noite de sábado, enquanto o rapaz estava em um bar, Mayk Frem foi confrontá-lo para saber se o veículo Uber continuava no local das vans. Iuri Alcântara confirmou a presença do carro, e Santos atirou.

O delegado Tiago Dorigo, da Delegacia de Homicídios da Capital, realizou o pedido de prisão preventiva de Santos, que está foragido da polícia.

Segundo assassinato

Já sobre a madrugada de domingo, as informações estão mais desencontradas: o corpo de Marcos Vinícius foi encontrado com marcas de tiros e dentro do carro Uber. Segundo a família, Marcos havia ligado para casa avisando que estava voltando de uma corrida ao Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste. A delegacia está investigando o caso.

Cupons de desconto TecMundo: