Por iniciativa de um cidadão comum, uma campanha de arrecadação online no estilo crowdfunding foi feita para arrecadar dinheiro para ajudar o enfermeiro que teve o carro atacado por taxistas durante protesto na última terça-feira (10) em São Paulo. Confundido com um motorista de Uber que queria furar o bloqueio feito pelos manifestantes, Jorge Carlos Ferreira Santos teve o veículo completamente depredado.

 Utilizando o site Vakinha como plataforma para arrecadar dinheiro, André Shizuo Murasse resolveu criar a campanha após ter visto notícias sobre o acontecimento na terça-feira e o depoimento emocionado do enfermeiro no dia seguinte. Encorajado por comentários nas redes sociais de pessoas que tinham vontade de ajudar Jorge Santos a cobrir os prejuízos causados em seu carro, Murasse correu atrás de criar um crowdfunding para arrecadar dinheiro.

Campanha no Vakinha finalizada

 Espírito de coletividade

O TecMundo conversou com Murasse, que contou ter tido a ideia de criar a campanha de arrecadação ao visitar uma página no Facebook de apoiadores do serviço de transporte privado, chamada “Queremos Uber no Brasil”, que conta com mais de 73 mil seguidores, mas não possui ligação oficial com o Uber. Lá, disse ele, muitas pessoas se questionavam como seria possível ajudar Jorge Santos, muito prejudicado pela depredação de seu carro.

Decidido a tomar uma atitude que de fato fizesse diferença, Murasse criou a ação no site Vakinha e a divulgou em seu perfil

Decidido a tomar uma atitude que de fato fizesse diferença, Murasse criou a ação no site Vakinha e a divulgou em seu perfil, entre seus amigos, pedindo a colaboração deles em dinheiro e em compartilhamento. A chave foi a publicação da campanha na página “Queremos Uber no Brasil”, que tornou o alcance dessa ideia muito maior.

No início, muitos questionaram Murasse quanto à veracidade e à idoneidade da campanha, visto que ele sequer havia entrado em contato ainda com Jorge Santos. O organizador tratou de falar não apenas com o recipiente da ação, mas também com um dos diretores do site de crowdfunding e o administrador da página “Queremos Uber no Brasil”, todos envolvidos diretamente nessa movimentação.

O carro de Jorge Santos sendo vandalizado por taxistas

Solidariedade e carinho

Conversamos também com a vítima dessa situação toda, Jorge Carlos Ferreira Santos, que nos contou ter descoberto a vaquinha através de sua filha. Ele nos contou que a grande mobilização das pessoas para ajudá-lo depois do susto que passou e do prejuízo que teve o deixou bastante emocionado e que considera André, o organizador da ação, "uma pessoa super do bem". Quanto ao valor arrecadado, ele disse: "Independente se desse ou não para cobrir, o mais importante de tudo foi saber que o amor, a solidariedade e o carinho superaram qualquer outro sentimento".

Independente se [o valor] desse ou não pra cobrir, o mais importante de tudo foi saber que o amor, a solidariedade e o carinho superaram qualquer outro sentimento

Questionamos Jorge Santos se houve algum contato por parte do Sindicato dos Taxistas ou até mesmo do Uber com o interesse de repará-lo pelos danos causados em seu veículo. Segundo ele, o Simtetaxis, Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores nas Empresas de Táxis no Estado de São Paulo, procurou-o pedindo orçamentos do conserto do carro do enfermeiro para que a instituição o ressarça pelos danos. Especulou-se também que o Uber poderia buscar Jorge Santos para ajudá-lo com o prejuízo, mas segundo ele não houve contato com a empresa.

José Ovídio Ortiz, advogado do enfermeiro, afirmou que o carro foi vistoriado por peritos e liberado já na quarta-feira (11). Ele disse: “Estamos fazendo os orçamentos do conserto do carro. Vamos ver primeiro os valores do prejuízo e depois entraremos em contato com o sindicato. O prejuízo não se resume só ao patrimônio; vamos conversar e ver que ação será tomada, quais são as responsabilidades de cada um”.

O enfermeiro Jorge Santos lamenta os danos em seu carro

Campanha bem-sucedida

Em apenas dois dias, a campanha que pedia R$ 10 mil conseguiu arrecadar mais de R$ 15 mil confirmados e ainda aguarda a confirmação de outros R$ 9,6 mil que devem ser regularizados nos próximos dias. Jorge Santos foi informado da campanha e do valor arrecadado e se mostrou muito feliz e grato pela ação realizada. Murasse disse que Jorge é uma pessoa muito humilde e que ajuda várias pessoas ao redor dele, inclusive usando seu carro para prestar socorro e auxiliar moradores de seu bairro.

Por regras do próprio site, o dinheiro só será encaminhado para a conta do enfermeiro em 14 dias

O organizador da campanha disse que mesmo que algum sindicato de taxistas se ofereça para bancar o conserto do carro de Jorge Santos, o dinheiro ainda será encaminhado para ele, que vai decidir o que fazer com o montante. Por regras do próprio site, o dinheiro só será encaminhado para a conta do enfermeiro em 14 dias, conforme um comunicado feito por Murasse em seu perfil no Facebook.

O que você acha da campanha feita para arrecadar dinheiro para o enfermeiro que teve o carro destruído por taxistas em São Paulo? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: