Geralmente, associamos o uso de bots a atividades maliciosas, como invasões de sistemas ou propagandas indesejadas em comentários na internet, por exemplo. Mas, desta vez, eles chegam para ajudar, e quem é heavy-user do Twitter já deve estar sentindo uma redução no número de spams na sua timeline. Não é para menos, já que, para brecar a proliferação de mensagens desse tipo na rede social, os programadores do Twitter desenvolveram o BotMaker.

Conforme explicado extensivamente – em inglês – em um post no blog da empresa nesta quarta-feira (20), o BotMaker nada mais é do que um sistema anti-spam criado para agir com a rapidez necessária para acompanhar a velocidade das postagens do microblog. No texto, é explicado que havia uma dificuldade em desenvolver uma ferramenta efetiva por conta da API aberta do Twitter, que permitia que os spammers pudessem ter acesso a informações para contornar as medidas tomadas anteriormente.

Robozinho mais do que rápido

Para elaborar a ferramenta, os desenvolvedores partiram do ponto que a rede social funciona com postagens instantâneas que não podem apresentar nenhum tipo de atraso para os usuários do serviço. Sendo assim, o bot analisa bilhões (sim!) de interações no Twitter todos os dias e, usando uma base de filtros, decide quais mensagens e perfis devem ser punidos e qual a ação correta a tomar.

Esses filtros que levantam o alerta para o BotMaker podem ser facilmente editados ou expandidos, e podem ir desde ações como silenciar usuários com mais de “X” denúncias em um tempo “Y” até apagar tweets ou retweets com termos banidos no momento exato em que essas funções são utilizadas – o que prova a velocidade de resposta do sistema.

Tecnicamente, é usada uma combinação de diversos sistemas para detectar os spams em diversos estágios. O "Scarecrow" (Espantalho) faz a varredura mais ampla, em tempo real, para evitar que as mensagens entrem no sistema; o “Sniper” (Atirador), por sua vez, faz análises mais lentas para aprender os padrões de postagens e eliminar o conteúdo que passar do processo anterior; além disso, outros serviços periódicos que rodam offline avaliam os dados como um todo, para reforçar a efetividade.

Para aqueles que, mesmo com todo esse linguajar tecnológico, não se convenceram da precisão e potência do BotMaker, saibam que, ao ativar sua nova medida anti-spam, o Twitter viu uma queda de 40% de mensagens indesejadas na rede. É, não está fácil para ninguém, mas, para os spammers no Twitter, está ainda pior – e nós agradecemos.

Cupons de desconto TecMundo: