Na última segunda-feira, dia 06 de setembro de 2010, um link contaminado com um vírus foi disseminado pelo Twitter. A mensagem continha uma falsa notícia com a suposta morte trágica do Pe Lanza, baixista e vocalista da banda Restart – grupo com enorme reputação nacional.

A confirmação de que o tuíte se tratava de uma infestação por meio de pragas digitais veio ao final da parte pelos desenvolvedores do microblog. Para mais de 110 mil seguidores da família Restart, a descoberta e anúncio do ocorrido foi tarde demais. O estrago já havia tomado conta de suas máquinas.

O arquivo infectado utilizou uma brecha na busca do Twitter, chamada de Cross-site Scripting (XSS), a qual possibilita que o link acrescente códigos na página do perfil do usuário que realize uma busca pela rede social.

Vírus propaga-se com notícia falsa sobre a banda Restart.

Reprodução perfil do Pe Lanza

O responsável pelo vírus é um estudante carioca de programação e participante do fórum Orkut Exploits – página de discussões da rede social da Google. O criador da praga virtual pediu desculpas no mesmo site. Depois de ficar sabendo do fato, o próprio artista se pronunciou por meio do seu perfil no microblog.

Mais tarde, outro link contaminado espalhava-se pelo Twitter ao divulgar imagens potencialmente comprometedoras da apresentadora e modelo Sabrina Sato. Tais ocorrências trazem a tona mais uma vez a preocupação com a segurança informacional durante a navegação pela web.

Cupons de desconto TecMundo: