(Fonte da imagem: Reprodução/Irma_Zuleide)

Você conhece o perfil da Irmã Zuleide? Em uma explicação breve, esse personagem tem uma página de humor no Twitter e no Facebook, sendo que as duas contas são usadas para fazer piadas sobre acontecimentos do cotidiano — e tudo é “vivenciado” sob o ponto de vista de uma suposta evangélica.

O personagem acabou sendo um sucesso e, ao longo de dois anos, o perfil do Twitter conseguiu milhares de seguidores. O problema é que o DJ Álvaro Oliveira Rodrigues, responsável pela famosa Irmã Zuleide, usou uma foto de uma professora de Campinas para ilustrar as suas contas.

A prisão não impediu as piadas

A mulher preferiu não se identificar, mas afirmou que o seu nome virou sinônimo de piada na cidade em que vive. Depois de muita investigação, a professora descobriu que o DJ iria se apresentar na Baixada Santista e foi até o local com o seu advogado, sendo que isso resultou na prisão de Rodrigues.

O DJ logo admitiu ser o dono da página e que a fotografia foi encontrada através de buscas pela internet. Mesmo com a repercussão do crime, Rodrigues fez algumas piadas sobre o acontecimento — no Twitter, a Irmã Zuleide afirma que o Wi-Fi da cadeia é melhor do que o da sua casa.

Cupons de desconto TecMundo: