(Fonte da imagem: Divulgação/Twitter)

A imprensa internacional não consegue entender o sucesso do Twitter no Brasil. Sem manter uma filial por aqui, a rede social ganhou a preferência nacional – somos os quintos em uso e estamos atrás apenas dos Estados Unidos em número de contas cadastradas.

Com a abertura de um escritório por aqui, dirigido por Guilherme Ribenboim, a ideia é lucrar o máximo possível com acordos no Brasil. O objetivo é utilizar os dois eventos esportivos de grande porte que vão acontecer nos próximos anos (a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016) para fortalecer a marca e realizar parcerias.

Conversas com anunciantes já começaram, mas nenhuma das estratégias foi revelada publicamente. Porém, a rede social não pode pensar que vai ser fácil: gigantes como Facebook, Netflix e Amazon também já firmaram raízes em território nacional em busca do mesmo público.

Cupons de desconto TecMundo: