(Fonte da imagem: Divulgação/Warner Bros)

O ator Charlie Sheen protagonizou momentos bizarros no ano de 2011, quando simplesmente surtou, xingou seu chefe da série Two and Half Man e acabou sendo sumariamente demitido do seriado. Depois disso, foram entrevistas e declarações esdrúxulas — como a de que tinha sangue de tigre e a de que era descendente de Adônis, personagem da mitologia grega — que chamaram a atenção.

Tudo isso teve o seu ápice quando o ator abriu uma conta no Twitter. Ali, ele teve espaço para falar o que bem entendia e criou bordões que acabaram caindo no gosto de internautas. O perfil quebrou recorde do Guinness como o mais rápido a alcançar um milhão de seguidores.

Quem acessou o Twitter no ano passado certamente viu alguma pessoa mandando “#winning” em algum momento. Culpa do Charlie Sheen.

Sobriedade chegou e a conta do Twitter se foi

O tempo passou e Sheen parece ter se acalmado, brincando em entrevistas sobre o período “louco” da sua vida. Agora, o ator tem um novo trabalho (o seriado Anger Management) e quer se tornar uma pessoa mais calma, esquecendo o tempo que ele falava que só usava uma droga — e aquela droga se chamava “Charlie Sheen”.

Um bom jeito que ele encontrou para fazer isso foi deletando a sua conta do Twitter. Em entrevista ao Jay Leno, no The Tonight Show, Sheen contou que apagou a sua conta e que ter criado um perfil na rede social nem havia sido sua ideia.

Mesmo assim, o ator deixou no ar que ainda está dentro do período de 30 dias para recuperar a sua conta e que poderia optar em vendê-la. Muito esperto.

Você seguia Charlie Sheen no Twitter? Sentirá falta das suas pérolas de sabedoria?

Fonte: NBC

Cupons de desconto TecMundo: