Ainda que a empresa esteja em uma situação instável do ponto de vista financeiro e que sofra “ataques” constantes por parte de novos produtos do Facebook – que, convenhamos, costuma assumir uma postura agressiva quando não consegue comprar um rival –, o Twitter parece disposto a trazer novidades a seus usuários. A mais recente delas é a adição de vídeos 360º ao vivo no Periscope.

O recurso fez sua estreia na rede social na última quarta-feira (28) e tem como objetivo deixar o serviço de live streaming do Twitter ainda mais sofisticado. A funcionalidade parece cair como uma luva para tornar o Periscope mais popular, ainda mais que, recentemente, a possibilidade de fazer transmissões em tempo real foi integrada diretamente ao aplicativo do Twitter, bastando tocar na opção “Ao Vivo” quando for criar um novo tweet.

Mais uma opção de vídeos 360º na área!

A ferramenta só está disponível para um punhado de internautas

Infelizmente, diferentemente do que acontece com os vídeos tradicionais, não são todos os 317 milhões de adeptos da plataforma que podem tentar ter os seus 15 minutos de fama com sessões em 360º. Isso porque, além de ser preciso ter um equipamento compatível com essa funcionalidade, a ferramenta em si só está disponível, por enquanto, para um punhado de internautas – em geral, parceiros do Twitter e grandes influenciadores da rede.

Até que a brincadeira esteja liberada para todo mundo, é possível conferir acima a primeira transmissão desse tipo, que registrou mais de 150 mil visualizações em uma live de pouco mais de 23 minutos. Segundo a empresa, nas próximas semanas o recurso deve chegar a mais usuários, embora não tenha ficado claro se isso significa que pessoas fora dos EUA também vão pode aproveitar a novidade em breve. Caso queira tentar a sorte, é possível se cadastrar em uma fila de espera para a função neste link.

“Facebookeando”

Apostando há tempos na popularidade crescente dos vídeos na web, o Facebook, claro, anda tentando jogar o mesmo jogo do Twitter do seu lado da cerca. O Instagram, por exemplo, recebeu nos EUA o recurso de live streaming, ao passo que o próprio Facebook deve ganhar muito em breve uma opção de transmissões ao vivo em 360º. A diferença? Provavelmente a iniciativa da rede social de Mark Zuckerberg vai ter um impacto maior, atingindo mais de 1,8 bilhões de usuários pelo mundo. Será que essa disputa tem hora para acabar?

Cupons de desconto TecMundo: