Com problemas financeiros e dificuldades para expandir sua base de usuários, o Twitter não tem passado por um ano de 20016 que possa realmente ser considerado bom. Ainda assim, isso não significa que a rede social vai afastar o próprio CEO, certo? Bom, foi isso que aconteceu temporariamente na noite de terça-feira (23), ainda que não no sentido corporativo da coisa.

Segundo o site The Register, pessoas que tentassem acessar o perfil do chefe executivo do Twitter, Jack Dorsey, em sua própria rede social durante a noite de ontem seriam recebidas por um alerta de que a conta dele havia sido suspensa. Embora a companhia tenha revertido a situação em apenas 15 minutos, o total de seguidores dele foi de mais de 4 milhões para apenas algumas centenas. Desde então, o número vem oscilando de forma estranha.

A gafe não passou batida pelos usuários, com direito a reações de surpresa por causa do total de seguidores do CEO. Semana passada, o Twitter baniu de uma vez só várias personalidades ligadas a grupos de supremacia branca. Agora, foi a vez dos seguidores do movimento comemorarem a suspensão do executivo. “AHAHA Jack Dorsey foi suspenso de sua própria plataforma. A magia dos memes é real, pessoal”, escreveu um deles.

A única explicação para o ocorrido veio por meio do próprio perfil de Dorsey, no qual ele fez uma menção à primeira mensagem postada no Twitter (por ele mesmo, por sinal) e disse apenas que a situação foi causada por um “erro interno”. Embora faltem detalhes, ao menos parece que o CEO não foi demitido ou teve sua conta hackeada.

Cupons de desconto TecMundo: