O TwitchTV se tornou um meio muito comum para os gamers mais famosos do mundo fazerem transmissões ao vivo e serem acompanhados por grandes plateias virtuais. Mas, ao mesmo tempo que ele pode trazer lucro à atividade dos streamers, o site está sendo um tentador alvo de malwares que usam PCs infectados para dar audiência e lucro aos canais.

Segundo o último relatório da companhia de segurança virtual Symantec, alguns sites e mercados negros foram encontrados oferecendo serviços que aumentam o número de seguidores e espectadores no Twitch. Enquanto um deles chega a oferecer mil viewers por semana a US$ 159, outro oferecia suporte técnico e 200 pessoas “assistindo” por cerca de US$ 30 mensais.

Como detalha o relatório, esse tipo de serviço usa malwares em computadores de terceiros para aumentar a "plateia". O mais comum, chamado Trojan.Inflabot, é oferecido como uma atualização do Chrome ou do Adobe e infecta computadores pelo mundo todo. O Brasil foi o décimo país mais afetado pelo vírus com 2%, enquanto a Rússia aparece com 39% do total.

O malware conecta a um servidor russo, forçando que o computador assista a uma transmissão no site. Apesar disso, o relatório não detalhou quantos canais já contrataram esse tipo de serviço.

Cupons de desconto TecMundo: