(Fonte da imagem: Reprodução/ThreatPost)

Famílias cadastradas no Programa Bolsa Família do governo federal vão receber equipamentos para poder captar o sinal de TV digital sem interferências da tecnologia 4G. Segundo a Agência Brasil, “a determinação está na proposta de edital para a licitação da faixa de 700 MHz”, que será usada para o 4G após o leilão das faixas, que está previsto para agosto.

A proposta é de que as famílias cadastradas no programa recebam um conversor de TV digital com filtro para receber o sinal de televisão digitalizado e minimizar possíveis interferências do 4G. Isso acontece porque algumas emissoras de televisão utilizam a faixa dos 700 MHz para transmitir o sinal para os telespectadores e esse é o mesmo espectro que será leiloado para as redes móveis.

Todos os custos de limpeza da faixa serão calculados pela Anatel e divididos entre as empresas que vencerem o leilão já mencionado. Essa limpeza é necessária para evitar que os espectros da internet móvel e os da televisão digital interfiram um no outro, o que causaria problemas para os consumidores. A Anatel também estipulou regras de operação para todas as empresas desses segmentos para amenizar os problemas.

Custos para o consumidor

Quem não receber os equipamentos poderá ter que comprar um filtro para evitar a interferência entre os dois sistemas. De acordo com o governo, este aparelho deve custar cerca de US$ 5. A Anatel também determinou campanhas publicitárias informativas e a disponibilização de um call center para solucionar dúvidas da população sobre a migração.

Mesmo com a operação em frequências próximas, estima-se que não existam grandes interferências. Rodrigo Zerbone (o relator do projeto) diz: “As eventuais interferências serão localizadas e a maior parte pode ser mitigada com o uso de filtros adicionais na recepção ou na transmissão”. A Agência Brasil diz que as duas propostas serão submetidas a consulta pública por 30 dias a partir do dia 2 de maio.

Cupons de desconto TecMundo: