O Tumblr conta com um “modo seguro” a fim de proteger usuários de situações constrangedoras. Em suma, quando ativada, essa função evita que postagens classificadas como impróprias para ambientes de trabalho (a famosa sigla NSFW, em inglês) sejam exibidas na timeline. O problema é que essa peneira estava retendo também diversas postagens com temática LGBT, mesmo as que não continham nudez.

Neste domingo (25), a plataforma anunciou uma atualização na política de filtragem do modo seguro a fim de corrigir alguns problemas. Além disso, a companhia fez questão de se desculpar por qualquer inconveniente gerado por essa situação. “Nós sentimos muito”, diz o comunicado. “O Tumblr será sempre um lugar onde todo mundo é bem-vindo e está protegido, então, nós queremos explicar o que aconteceu.”

De acordo com o Tumblr, o problema envolvia o fato de muitos Tumblrs de temática LGBT autoclassificarem o conteúdo de sua página como “Adulto”, categoria que foi renomeada para “Explícito”. Com isso, “as suas postagens seguras estavam sendo marcadas [automaticamente] como sensíveis de forma não intencional”, algo que não deveria ter acontecido, informa o Tumblr.

Mudanças

Para evitar que o problema se repita, a plataforma de blogs anunciou algumas mudanças significativas envolvendo postagens, repostagens e publicação de fotos. Sobre as postagens, até então, todo o conteúdo publicado por blogs autoclassificados como “explícitos” era marcado com o selo NFSW (portanto, filtrado pelo modo seguro). Agora, cada postagem será avaliada individualmente.

Tumblr vai analisar postagens de forma individual para definir se elas são impróprias — ou seja, se contém nudez — ou não

Sobre as repostagens, a lógica é a mesma, então, se o conteúdo tinha origem em um Tumblr explícito, ele era filtrado. Entretanto, a partir das novas diretrizes, passa a valer a avaliação individual da postagem e não mais a do blog no qual ela foi feita

Em relação às fotos, o Tumblr usa algoritmos para avaliar se uma foto é imprópria ou não e ela continua assim até que seja analisada por um funcionário humano, mas isso também deve mudar. “Nós planejamos avalizar conjuntos de fotos como um todo em vez de imagens individuais”, informa o site, que agora pertence à Verizon. “Isso deve reduzir o número de erros cometidos pelas máquinas.”

O Tumblr não está só

O problema enfrentado pelo Tumblr já ganhou holofotes no início deste ano, quando o YouTube também divulgou um pedido de desculpas à comunidade LGBT por classificar esse tipo de conteúdo como impróprio, mesmo quando o teor das postagens não envolvia nada de explícito de fato.

Assim como no Tumblr, o “modo seguro” do YouTube também visa ocultar postagens contendo nudez de pessoas que não querem ver esse tipo de conteúdo. Esse refinamento das diretrizes nas duas plataformas deve colocar as coisas no lugar, finalmente.

Cupons de desconto TecMundo: