Com os celulares se tornando cada vez mais populares e apps como Pokémon GO, WhatsApp e Facebook contribuindo ainda mais para deixar as pessoas vidradas nas telinhas, não é difícil que pedestres caminhem pelas ruas de cabeça baixa e sem prestar muita atenção em nada. O resultado disso, claro, são tropeços, esbarrões e, infelizmente, atropelamentos que, de outro modo, poderiam ser evitados. Uma cidade na Holanda resolveu dar uma forcinha para reduzir as ocorrências desse último item com luzes de trânsito projetadas diretamente no chão.

Se pararmos para pensar, a estratégia proposta pelo munícipio de Bodegraven faz todo o sentido, já que se trata de uma forma inteligente – e, convenhamos, um pouco desesperada – de atrair o olhar de quem não ergue a visão nem na hora de atravessar a rua. O projeto piloto, chamado de Plus Lightlines, utiliza uma série de luzes LED para reproduzir as cores dos tradicionais sinais de travessia de pedestres em faixas iluminadas bem próximas ao meio-fio.

Será que essa luz é suficiente para chamar sua atenção?

Aproveitando o ângulo baixo com que as pessoas costumam “zumbizar” por aí – geralmente enquanto respondem a mensagens, curtem postagens e deslizam para a direita para tentar dar aquele match no Tinder –, o sistema imprime com luz as cores verde e vermelho no chão. O mais interessante é que, graças ao equipamento escolhido para o projeto, a iluminação pode ser vista tanto de noite quanto com o sol a pino.

O público-base dessa região é o pessoal mais jovem e propenso a caminhar com os olhos fixos no celular

Por enquanto, a conceito desenvolvido pela HIG Traffic Systems está sendo testado em um único cruzamento da cidade holandesa. Em um primeiro momento, ter apenas um ponto de avaliação parece muito pouco para garantir que o método é efetivo, certo? A empresa, porém, parece ter escolhido a dedo o local, já que se trata de uma intersecção próxima a diversas escolas. Isso quer dizer, na prática, que o público-base dessa região é justamente o pessoal mais jovem e propenso a caminhar com os olhos fixos no celular.

Sempre há o outro lado da moeda...

Embora a iniciativa tenha boas intenções e procure usar exatamente o hábito dos usuários para emplacar um tipo de medida de segurança, nem todo mundo vê isso com bons olhos. Um representante da Dutch Traffic Safety Association, por exemplo, acredita que não é uma boa ideia ajudar o público a dar continuidade a costumes que, na verdade, deveriam ser repensados. Afinal, se os pedestres não respeitam a sinalização, isso também pode ser verdade do lado dos motoristas, não é?

No final das contas, isso ajuda ou atrapalha?

“Não queremos que as pessoas usem seus celulares enquanto estão lidando com o tráfego, mesmo quando só estão andando por aí. O público deve sempre se atentar ao seu redor, principalmente para conferir se os carros estão realmente parando no sinal vermelho”, explicou Jose de Jong ao site Business Insider. E aí, você acredita que um sistema como esse ajudaria a salvar vidas ou teria o potencial de causar mais acidentes? Deixe a sua opinião sobre o tema mais abaixo, na seção de comentários.