“Até que enfim um concorrente de peso para o iPhone”.

Essa foi a frase ouvida no escritório do Baixaki quando um usuário do celular da Apple brincou rapidamente com o Motorola A835 Milestone. A comparação não é descabida, uma vez que os aparelhos têm tamanhos muito próximos e também compartilham do status de “estado da arte” da tecnologia celular.

Mas as semelhanças param por aí. Enquanto o iPhone tenta – com o seu novo sistema operacional – se dedicar também ao mundo dos negócios, o Milestone já traz uma série de ferramentas dedicadas ao usuário corporativo em seu sistema Android 2.0. Além disso, um teclado físico de tamanho considerável também faz parte das vantagens do Milestone sobre a vedete de Cupertino.

Na caixa

Motorola Milestone

A caixa do Milestone é minimalista e sem muitos segredos. Além do aparelho, na embalagem você encontra o cabo USB, que serve tanto para sincronizar o aparelho com o PC quanto para conectá-lo ao diminuto carregador, um cabo de energia para ligar no acendedor de cigarros veicular, fones de ouvido com controle de ligação, manuais, fichas de garantia e um CD com o Motorola Media Link.

Especificações

Especificações do Milestone

Design

A Motorola foi, por muito tempo, considerada referência em design de celulares, tanto pelas inovações (alguém se lembra do StarTac?) em termos de forma quanto pela qualidade do acabamento. Apesar de um outro tropeço a empresa continua lançando boas ideias.

No caso do Milestone, entretanto, a coisa não é tão fácil assim. Quadradão, o topo de linha da série Android da Motorola agrada a alguns enquanto desagrada a outros. O resultado do projeto é retro, e você encontrará defensores do visual com tanta frequência quanto conversará com os detratores do design do A835.

Em termos de material, entretanto, a concordância impera. Mesmo quem detestou a aparência do aparelho é obrigado a admitir que poucos telefones são tão sólidos quanto o Milestone.

Motorola Milestone

Mesmo as peças plásticas exalam resistência, e como até a tampa do compartimento da bateria é metálica, percebe-se que este é um aparelho para durar. Claro que toda essa resistência tem um custo, uma vez que o celular é pesado, com 163g contra os 135g do iPhone 3GS.

Visualmente, com o teclado escondido, o Milestone é praticamente um enorme pedaço de vidro colocado sobre uma base de metal e plástico. Com 3,7 polegadas, a tela do smartphone já impressiona (um pouco) pelo tamanho - maior que a encontrada no telefone da Apple ou no HTC Hero - mas seu maior trunfo é a resolução.

Motorola MilestoneEnquanto o iPhone se contenta com 320 x 480 pixels, o A835 esbanja 480 x 854 pixels de resolução, permitindo visualizar sites, fotos e vídeos com muito mais qualidade - e em muitos casos sem precisar de zoom para a leitura de textos.

O acabamento da construção do Milestone é exemplar. Mesmo os detalhes em dourado - uma das principais reclamações do Baixaki sobre o visual do aparelho - são bem encaixados e resistentes.

Mesmo assim, dois detalhes saltam aos olhos - e ao tato - quando se analisa o conjunto do smartphone Motorola: em primeiro lugar o "degrau" onde está o microfone, logo abaixo das teclas do sistema, e em segundo o slider do teclado.

Provavelmente uma opção da equipe de design, o ressalto entre a base do aparelho e a metade onde está a tela deve cumprir alguma função além de deixar à mostra a entrada do microfone. Mesmo não tendo problemas reais com ele, tem-se que admitir que o desnível é - no mínimo - estranho.

A segunda crítica ao acabamento vem da comparação com o Motorola Dext, modelo mais simples do mesmo fabricante que o Baixaki também analisou. No Milestone não existem molas para amortecer o teclado, resultando em um pequeno esforço extra para abrir o telefone, e um clique desagradável tanto na abertura quanto no fechamento do aparelho, o que não ocorre em seu parente mais simples. Pelo cuidado e nível do A853, esse tipo de cuidado poderia ter sido tomado pela fabricante.

Ergonomia

Uma grande vantagem do aparelho da Motorola sobre seus concorrentes diretos é o teclado físico. Mesmo com alguns defeitinhos - como a falta de espaço na margem esquerda, deixando os botões muito próximos da borda do aparelho e o nível baixo de todas as teclas - poder escrever sem perder espaço de tela é um grande avanço, e no geral o teclado do Milestone não é tão desconfortável quanto o de um Palm Pre, por exemplo.

Motorola Milestone

Apesar da vantagem da tela completa, o teclado físico do Milestone exige algum tempo de adaptação, e não é incomum acionar alguma tecla diferente da desejada no início da utilização do aparelho.

Homescreen do MilestoneAinda assim, se você não escreve muito - apenas alguns SMS ou uma ou outra mensagem no Twitter - pode se aproveitar do teclado virtual, que responde muito bem durante a composição de textos curtos.

A tela do Milestone é um espetáculo à parte. Além da altíssima resolução já mencionada e da densidade de 240 dpi (dots per inch, ou pontos por polegada), a resposta dos sensores capacitivos em sua estrutura é ágil e precisa.

Somando essa velocidade ao multitoque, a experiência de utilizar o smartphone é extremamente satisfatória. Dificilmente algum comando não é reconhecido, e a precisão da tela permite que os widgets e atalhos na tela principal, ou links e outros controles em qualquer aplicativo sejam acionados apenas quando desejado.

Como toda tela sensível a toques, idealmente você deve observá-la de frente. À medida que o ângulo aumenta, pior fica a visualização. Em espaços abertos a tela reflete um tanto, mas, graças ao sensor de iluminação que ajusta automaticamente o brilho, o problema é minimizado.

Outro problema encontrado em quase todo celular touchscreen é o acumulo de gordura na superfície da tela. No Milestone não é diferente, então carregue um lencinho sempre com você, pois ele será necessário.

Também dependentes da tecnologia de toque, os quatro botões estáticos do Milestone são facilmente acessados. Respeitando o padrão para o Android, na parte inferior da tela você encontra os botões de voltar, menu, home e busca.

Usando o Milestone

Mesmo dentro do ambiente Android – com os mais atuais Google Nexus One e HTC Desire também na área – o Milestone se mantém forte candidato. Apesar do processador mais fraco que seus sucessores – o ARM Cortex 512 MHz do A853 contra os poderosos Snapdragon 1GHz dos concorrentes –, o smartphone da Motorola mantém um ritmo de utilização bastante rápido, tanto em termos de resposta a comandos quanto em processamento.

Além do hardware bastante eficiente, as soluções de software utilizadas pela Motorola neste aparelho tornam o Milestone uma máquina que deve ser respeitada.

Ligações e contatos

Página de contatosComo telefone, o aparelho não deixa nada a desejar. Apesar de parecer um pouco estranho logo de cara, o som das ligações - para ambas as partes - é muito bom, graças à tecnologia Motorola de cancelamento de ruído.

A agenda de contatos é organizada alfabeticamente e pode ser dividida por grupos. Além disso, é possível também selecionar alguns contatos como favoritos, adicionando uma estrela a eles. Uma aba da agenda de contatos é dedicada a esses nomes, facilitando o contato direto.

Cada nome também recebe o ícone de um telefone para a ligação direta a partir da lista de contatos. Na primeira vez que você liga para aquela pessoa através do ícone, um dos números disponíveis é selecionado como principal.

O som do Milestone durante as ligações, seja no alto-falante do telefone ou nos fones de ouvido, é muito bom - graças à tecnologia Crystal Talk de redução de ruído -, apesar de não atingir volumes tão altos quanto os obtidos por outros aparelhos com maior enfoque na reprodução multimídia.

Android 2.0

Google Android 2.0O sistema operacional da Google instalado no Milestone é o mais atual do mercado brasileiro. Apenas o Nexus One carrega uma versão mais recente, o Android 2.1. Com um tempo de inicialização de menos de 45 segundos em média, o sistema inicia rapidamente e tem como principal característica o suporte para os serviços da Google.

Já na primeira inicialização do telefone um wizard facilita o sincronismo com um endereço Gmail. A partir desse login, contatos, agenda e caixa de entrada de emails estão automaticamente registrados no telefone. O gerenciar de emails permite a adição de mais contas Gmail dentro do mesmo aplicativo, facilitando a vida de quem tem contas para diversas funções.

Além disso, o A853 é um telefone de experiência Android em si, ao contrário do Dext - com a interface Motoblur - ou dos aparelhos da HTC e o seu Sense. Isso significa que, independente da operadora, o visual do Milestone é sempre o do Android. Felizmente, essa interface é extremamente personalizável, e opções para o Milestone não faltam.

Por usar uma instalação padrão, o smartphone da Motorola conta com apenas três homescreens, em que você pode distribuir widgets e atalhos para programas. Agenda, contatos, câmera e várias outras funções, configurações e aplicativos são colocados nas telas a partir de um toque persistente na tela.

Perfil corporativo

Aplicativos pessoais e corporativos na homescreenPor ser um smartphone mais voltado ao usuário corporativo - que usa o aparelho principalmente a trabalho - a Motorola adicionou ao Android do Milestone um segundo gerenciador de perfil.

Este gerenciador é compatível com o Microsoft Exchange, tornando-o perfeito para o uso empresarial. Porém a maior vantagem dessa separação é que, em apenas um telefone, é possível guardar dois conjuntos de dados de contatos e agenda - um no corporativo e um sincronizado com os servidores da Google.

Phone Portal

Como o Milestone é um telefone voltado à conexão com a internet durante todo o tempo, a maior parte de seus sincronismos são realizados com a nuvem, através dos serviços da Google.

Ocasionalmente , porém, é válido sincronizar o aparelho com um desktop, além de baixar fotos e vídeos ou fazer o backup de contatos e mensagens SMS para o computador.

Motorola Phone Portal

Para facilitar esse processo - evitando a instalação de aplicativos e a necessidade de cabos - o A853 utiliza o Phone Portal para esse tipo de conexão.

Através de uma rede Wi-Fi, o Milestone torna-se um servidor, fornecendo um IP de acesso. Colocando este número no navegador de qualquer computador você pode realizar diversas ações em relação ao telefone, desde copiar contatos até selecionar os toques de chamada do aparelho.

Programas-padrão

Android MarketAlém dos gerenciadores de contatos e agenda, o Milestone também traz na sua instalação inicial uma variedade de aplicativos destinados à utilização dos recursos do aparelho.

Da Motorola vale mencionar, além do Phone Portal citado acima, o Motonav - programa de navegação por GPS com 30 dias de uso gratuito - e o MotoID, utilizado para identificar uma música que esteja tocando no ambiente em que o telefone se encontra. Por parte do padrão Android, o gratuito Google Maps - ainda sem o suporte para navegação em tempo real encontrado em outros aparelhos - e o GTalk devem ser mencionados.

Outro destaque de todo telefone rodando sob o Android também é encontrado no Milestone: o Android Market é a versão Google da AppStore. No Market você encontra programas gratuitos ou pagos dos mais diversos desenvolvedores.

Desde programas como a suíte de documentos Quick Office - velha conhecida dos usuários de PDAs da Palm - até aqueles que simulam sons de personagens de filmes ou desenhos animados como o Star Trek Sounds and Ringtones.

Áudio e vídeo

Apesar de ser essencialmente um smartphone corporativo, voltado ao trabalho, o Milestone traz algumas funções de entretenimento, até mesmo para aproveitar a notável resolução de tela do aparelho.

Ainda assim, os aplicativos padrão de música e vídeo do A853 são básicos - para não dizer ruins - demais, sendo indicada a busca por alguma alternativa, como o Meridian, no Android Market. Para vídeo, pelo menos, o Milestone conta com um aplicativo dedicado ao YouTube.

Música           YouTube

Em termos de formato, o Milestone suporta apenas vídeos que usem o codec H.263 para filmagem e reprodução, e os arquivos em MP4 e 3GP para reprodução apenas. Para áudio, o codec de gravação é o AMR-NB (extensão de arquivo 3GP), com capacidade de reprodução de M4A, MP4, MP3, OGG e WAV.

Fotografia e filmagem

A câmera de 5 MP do Milestone não é excepcional. Com um flash de LED duplo, podia-se esperar muito mais, especialmente quando se compara com câmeras de mesma resolução de outros aparelhos, como do Nokia N95. Apesar disso, para utilização cotidiana e imagens sem grandes compromissos, o resultado é satisfatório.

A câmera do Milestone é, no máximo, mediana.

O aplicativo da câmera é lento, sendo que alguns segundos se perdem entre o acionamento do botão de disparo e a captura da imagem. A câmera apresenta zoom digital de até 4x, porém a baixa na qualidade da imagem resultante é gigantesca, com excesso de ruído e perda de cores e de contraste.
Pelo lado positivo, pode-se dizer que o autofoco da câmera é eficaz e rápido, e o flash é poderoso.