A TIM anunciou na última quinta-feira (22) o lançamento de uma nova ferramenta anti-DDoS que promete acabar com os problemas causados por ataques desse tipo. Segundo a companhia, foram investidos R$ 4 milhões no desenvolvimento de sistemas e no treinamento de funcionários para atender seus clientes — o público-alvo da novidade é formado por grandes companhias com alto tráfego de informações, com especial atenção ao setor bancário.

Segundo a empresa, a ideia para a criação do serviço surgiu há aproximadamente dois anos, quando um banco foi alvo da ação de hackers. Na época, a equipe localizada no SOC (Security Operation Center) da TIM em Santo André interveio com a missão de desviar todo o “tráfego sujo” (ação conhecida como cleanpipe) para evitar danos ao sistema e ao cliente.

O serviço disponibilizado pela organização monitora atividades suspeitas e desvia o tráfego indesejado para uma estação de segurança, mantendo seguro o servidor do assinante. Segundo Alex Salgado, diretor da unidade de negócios corporativos fixo da TIM, ataques DDoS representam uma enorme ameaça à disponibilidade de serviços e basta ter um IP para ficar vulnerável a eles.

“Fazer o monitoramento por meio de uma operadora é a melhor forma de se proteger, uma vez que temos ferramentas que permitem remover o tráfego sujo para análise e limpeza sem interromper os serviços à empresa e aos seus clientes”, afirma Salgado. A companhia utiliza uma equipe de monitoramento própria e trabalha junto com o fornecedor Arbos na venda e suporte ao produto.

Cupons de desconto TecMundo: