Quem leu a notícia sobre a possibilidade de a Apple comprar a Tesla Motors não imagina que a Google quase fez o mesmo há alguns anos. Quem deu os detalhes sobre negócio que quase foi concretizado foi o próprio Elon Musk, atual CEO da empresa fabricante de carros elétricos.

O figurão contou essa história no livro "Elon Musk: Tesla, SpaceX, and the Quest for a Fantastic Future", obra que está para ser lançada em maio, mas cujo excerto foi publicado pelo site Blommberg. Segundo o CEO da Tesla Motors, a empresa passava por uma situação difícil no ano de 2013, quando ele resolveu pedir ajuda a Larry Page, atual presidente da Google.

Model S: o sedan esportivo elétrico produzido pela Tesla Motors e lançado em 2012.

A negociação

O acordo firmado entre ambos estabelecia que a Google compraria a Tesla Motors por US$ 6 bilhões e outros US$ 5 bilhões seriam injetados diretamente na fabricante para conseguir atender a demanda de pedidos. Elon Musk também queria garantir que a Gigante de Montain View não pararia de produzir e investir em carros elétricos, o que também ficou acordado nos termos entre eles.

Porém, as coisas começaram a mudar e, graças a genialidade de Musk, a Tesla Motors começou a virar o jogo. “Não me interessa o que você faz na empresa, o seu novo trabalho é vender carros”, conta o figurão explicando como conseguiu transformar uma empresa quase falida em algo que rendesse e se tornasse o que é hoje. Atualmente, a companhia está bem das pernas e pretende até desbancar a indústria do petróleo. Quem diria, hein?

Cupons de desconto TecMundo: