Uma das maiores vantagens em ter um carro elétrico da Tesla é a recarga em postos oficiais, que é completamente gratuita. Em outras palavras, se você precisar parar e recarregar a bateria do automóvel, não terá custo algum. Pelo menos era assim que funcionava até agora, pois os novos modelos terão um sistema de pagamento para quem quiser utilizá-los.

Para quem adquirir Teslas Model S ou Model X a partir de agora, terá que aderir um plano anual de cobrança se quiser utilizar os terminais de recarga, algo que deve valorizar mais os veículos mais velhos (o serviço gratuito continua valendo para eles).

Estação de recarga

Agora, todos os clientes novos terão direito a 400-kWh anuais (energia capaz de cobrir 1,6 mil quilômetros), mas depois disso terão que pagar por cada quilowatt-hora (que variam de 11 a 22 cents de dólar) ou por minuto de recarga, que pode variar de acordo com a potência do posto de recarga.

Estações de recarga de menor potência presentes em hotéis, restaurantes e outros comércios, continuará gratuita como forma de conveniência aos clientes

Vale lembrar que o valor cobrado pode variar de Estado para Estado. O sistema de cobrança por minuto será dividido em duas categorias, a um e a dois. Caso o automóvel seja carregado em 60 kW ou menos (ou uma estação Supercharger seja dividida entre dois automóveis), o tipo de recarga é a um, com valores de 7 a 13 centavos de dólar; a dois é configurada por recargas acima de 60 kW, custando de 13 a 26 centavos de dólar por minuto.

A grande sacada aqui é que os modelos anteriores às versões 2017 tendem a valorizarem por conta da regalia extra que ainda possuem, pois o benefício de recarga vitalícia está atrelado ao automóvel, e não ao dono. Ao todo, isso pode significar uma economia em eletricidade de até US$ 10 mil (R$ 32 mil), uma economia mais que significativa a longo prazo.

Cupons de desconto TecMundo: