Se você achava que a enorme queda no mercado de TVs ocorrido no último ano iria melhorar, é melhor pensar novamente. Um novo estudo feito pela empresa de consultoria GfK apontou que a situação neste primeiro trimestre foi ainda pior para o mercado brasileiro: em comparação ao mesmo período em 2015, tivemos uma queda de 28% no volume de vendas.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, isso trouxe uma diminuição considerável para o faturamento do comércio, que diminuiu em 5,6%. Não é preciso ser nenhum gênio para saber a causa dessa enorme diminuição nas vendas. Segundo Rui Agapito, um dos executivos da consultora, o mercado de TVs é muito conectado à crise, e as pessoas não se sentem seguras para investir nesse tipo de eletrônico.

A queda, vale notar, é visivelmente maior como resultado do enorme crescimento do mercado com a chegada da Copa de 2014. Alguns analistas, por sua vez, esperam ao menos que os números tornem-se mais promissores com a mudança de governo.

Saem as TVs comuns, entram as TVs inteligentes

Entre tantas más notícias para esse mercado, ao menos temos uma boa notícia com relação às TVs inteligentes: a pesquisa revelou um aumento de 6,4% nas vendas das smart TVs, que agora representam oficialmente cerca de metade das vendas. Não deve ser surpresa para ninguém imaginar que boa parte disso se deve ao crescimento cada vez maior dos serviços de streaming de vídeo.

"O segmento cresce devido, principalmente, à maior procura do telespectador por novos tipos de conteúdos, como Youtube e Netflix", diz Sergei Epof, da Panasonic. Já segundo Roberto Barboza, diretor do segmento na LG brasileira, o público que está em busca de um aparelho novo já vai direto em busca das Smart TVs.

Você acha que já vale a pena investir em uma Smart TV? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: