Por mais que estejamos vivendo em uma época na qual tecnologias impressionantes estão ao nosso redor todos os dias, basta que fiquemos expostos a elas um certo tempo para que se tornem... comuns. Dirigir carros, cruzar o país em aviões e aquecer a comida no micro-ondas, por exemplo, já foram “coisas do futuro”. As videochamadas, tão populares hoje em dia, também fazem parte desse grupo de funções que a indústria vem tentando emplacar há pelo menos 100 anos. Na década de 1950 o recurso já existia, mas o preço era mais que proibitivo.

O vídeo que você pode conferir no início da matéria foi produzido em 1955 e mostra o protótipo de um videofone bastante avançado para a época. O “pequeno” aparelho desenvolvido pela Bell Labs foi apresentado na Convenção de Eletrônicos de São Francisco, nos EUA, é impressionou pela facilidade com que a ligação telefônica – já bastante comum – poderia ficar ainda mais interessante com os interlocutores podendo ver um ao outro. Como a sociedade era bem diferente da de hoje, é possível perceber uma boa dose de machismo no clipe.

“Como funciona? Tire o telefone do ganchou e você verá sua própria imagem. Esse recurso é para as garotas. Enfim uma razão para o ritual de embelezamento que geralmente precede a ligação de uma mulher”, explica o comercial sobre o produto. A partir daí, era só discar para outra pessoa que também tivesse um aparelho do mesmo modelo para que fosse possível bater papo como se a dupla estivesse cara a cara. Tudo graças a um monitor de dez polegadas de última geração.

Hoje em dia é tudo bem mais prático – e barato.

A tecnologia, apesar de – ironias a parte – ser realmente impressionante, esbarrou em um custo alto que não cabia no bolso do consumidor comum. O conjunto estava programado para ser vendido por US$ 5 mil (R$ 15,4 mil) na época, o que, depois de ajustes feitos na inflação norte-americana desde então, correspondem a cerca de US$ 44 mil (R$ 136 mil). Por conta disso, não é de se surpreender que ficamos tanto tempo apenas imaginando como a pessoa do outro lado da linha era ou como estava vestida – para a sorte dos serviços de telessexo.

Eventualmente, com a popularização da internet e dos computadores pessoais, a ferramenta foi ganhando seu espaço, seja por conta de webcams, programas e, posteriormente, aplicativos para smartphones e tablets. Como você se sente carregando no bolso uma tecnologia que chegou a valer por volta de R$ 136 mil? Costuma usar bastante as videochamadas? Deixe seu comentário mais abaixo.

Cupons de desconto TecMundo: