Os primeiros seis meses de 2016 não foram muito bons para a TIM e para a Claro. De acordo com um levantamento feito pela Anatel, houve uma diminuição de 4,4 milhões de chips ativos entre janeiro de junho deste ano, com perdas maiores para as empresas mencionadas: 2,2 milhões e 1,8 milhão, respectivamente.

Com esses números, a Claro passou à frente da outra empresa ao registrar 64,2 milhões de clientes em sua base de dados. A TIM, por sua vez, conta com 63,9 milhões de chips espalhados pelo país.

Quanto às outras duas grandes empresas de telefonia móvel, apenas a Vivo viu um aumento de usuários, com 35,3 mil linhas adicionadas à sua base. A Oi, por sua vez, perdeu 507 mil clientes – um número relativamente baixo perto das outras duas companhias mencionadas acima.

Entre janeiro e junho deste ano, apenas a Vivo viu um aumento na sua base de usuários

Diferenças no pré-pago

Segundo os dados divulgados, houve um número maior de desligamentos de chips pré-pagos, o que pode ter sido ocasionado pela diminuição no custo das ligações entre linhas de diferentes operadoras. Com isso, muitos usuários que possuíam dois chips em seus celulares passaram a utilizar apenas um.

Por conta disso, foi mencionado que a diminuição de linhas pré-pagas foi de 5,7 milhões apenas nos primeiros seis meses de 2016, enquanto as opções pós-pagas viram um aumento de 1,3 milhão de assinantes – e, analisando o mercado, há uma grande chance de vermos, respectivamente, mais quedas e crescimentos nessas modalidades.

Também foi possível verificar um crescimento no número de acessos 4G, que passaram de 25,4 milhões para 39,7 milhões entre o fim de 2015 e junho deste ano, representando uma alta de 56% - e, se levarmos em conta a febre Pokémon GO no país, esses números podem se tornar ainda maiores até dezembro.

Cupons de desconto TecMundo: