Segundo divulgou a ABR Telecom na última sexta-feira (08/07), já foram realizados 32,58 milhões de processos de portabilidade numérica para celulares e telefones fixos no Brasil desde que a possibilidade foi oferecida inicialmente, em setembro de 2008. Somente no primeiro semestre desse ano, 2,18 milhões de pessoas trocaram de operadora sem mudar de número.

É curioso notar que os números desse período dão a entender que as pessoas estão mais interessadas em abandonar suas operadoras de celular em vez de operadoras fixas. Isso porque 72% das portabilidades concretizadas entre janeiro e junho deste ano foram feitas em números de celular, contra 28% nos números de fixos.

As pessoas estão mais interessadas em abandonar suas operadoras de celular

No DF, entretanto, o movimento é o inverso. Mais pessoas (55%) trocaram de operadora fixa e menos (45%) mudaram de empresa prestadora de serviço móvel. Nessa unidade federativa em específico, essa inversão não é exatamente uma novidade, já que ocorreu algo similar em semestres anteriores.

O estado que mais realizou portabilidades entre empresas de telecomunicações foi São Paulo. Desde 2008, foram feitos 10,34 milhões de processos do tipo por lá. Na outra face da moeda, temos Tocantins, com apenas 16,69 mil portabilidades realizadas em todos esses anos.

Cupons de desconto TecMundo: