Recentemente, falamos aqui a respeito dos planos das operadoras brasileiras de telefonia móvel para o começo da realização de testes da tecnologia de realização de chamadas de voz por meio de redes 4G (“Voice over LTE” ou VoLTE, no idioma inglês). Em um comunicado enviado com exclusividade ao TecMundo, Luiz Cesar de Oliveira, vice-presidente de América Latina da empresa especializada Viavi Solutions, explicou exatamente o que a novidade significa para os consumidores.

De acordo com o executivo, é provável que muita gente não saiba que as redes 4G não foram feitas para suportar serviços de voz. Dessa forma, sempre que estamos conectados via LTE e precisamos fazer ou receber uma ligação telefônica, nosso smartphone automaticamente volta ao 3G. Com o VoLTE, o 4G também se tornará capaz de suportar chamadas faladas, tudo com mais qualidade e com vantagens sobre o sistema atual e sobre serviços como Skype e WhatsApp.

A tecnologia VoLTE trará uma série de vantagens para os consumidores

Oliveira ressalta que por mais que esses aplicativos funcionem bem, eles estão suscetíveis a instabilidades por compartilhares portadores de tráfego que outros serviços de dados usam. Na prática, isso significa que os apps não têm como garantir taxas de bits com pouca flutuação e, portanto, sofrem com queda de qualidade. “Quando a rede está congestionada, por exemplo, ligações VoLTE terão prioridade sobre outras aplicações enquanto Skype e WhatsApp não”, exemplifica.

Vantagens para todos

A tecnologia VoLTE traz benefícios imediatos para as chamadas de voz, como um tempo de conexão mais rápido, áudio em alta definição e serviços de comunicação ricos integrados a recursos como mensagens de texto. Além disso, a novidade também oferece mais eficiência energética para a bateria do seu celular, já que as ligações vão de um dispositivo para o outro, sem ter que usar qualquer app além do que é nativo do aparelho.

Uma dúvida comum ressaltada por Oliveira a respeito do VoLTE é sobre o uso de dados e o impacto nos pacotes dos consumidores. Segundo ele, as ligações pelo sistema podem ser cobradas como chamadas comuns feitas por meio das redes 2G e 3G. Além disso, ainda que a novidade transmita a voz por meio dos dados do 4G, isso não é descontado dos pacotes dos clientes – diferentemente do que acontece com o Skype, WhatsApp e outros serviços de VoIP na maior parte dos planos.

As ligações por voz via 4G não serão descontadas do seu pacote de dados

Outra vantagem é que, uma vez que a cobertura do sinal LTE cresça, as operadoras poderão desligar as redes 2G e 3G, liberando o espaço para outros serviços – e possivelmente aumentando mais ainda o alcance do 4G. No meio tempo, a tecnologia de voz por WiFi também deve ser implementada para ajudar a melhorar a qualidade das chamadas quando os usuários estiverem conectados a pontos de acesso públicos ou domésticos.

Comunicação melhorada

O executivo da Viavi Solutions acredita que a conexão mais rápida, qualidade melhorada e integração com outros serviços são diferenciais que transformarão as ligações de voz para que deixem de ser algo sem graça. Com o VoLTE, a comunicação falada pode ganhar o apoio de capacidades de vídeo e se integrar a mensagens instantâneas e mídias sociais

“As chamadas de voz, por meio de VoLTE, se tornarão um serviço completamente integrado que o consumidor móvel usará com flexibilidade, como qualquer outro aplicativo móvel”, defende Oliveira. No Brasil, as primeiras aplicações da novidade devem ser vistas ainda este ano, mas em escala reduzida. Operações comerciais em grande escala só estão previstas para começar em 2017.

Cupons de desconto TecMundo: