A concorrência no mercado de comunicação brasileiro vai acirrar: a consagrada operadora inglesa Virgin Mobile iniciará oficialmente suas operações no Brasil a partir do ano que vem. A empresa pretende concentrar seus esforços no público jovem, que retém a maior força de consumo no mercado de telecomunicações.

A Virgin Mobile, para quem não sabe, pertence ao grupo Virgin, cujo proprietário é o bilionário Richard Branson. A companhia se ramifica em diversos negócios, passando de aviação comercial até gravadora.

Para iniciar suas operações oficialmente por aqui, não há como burlar a “clássica” burocracia brasileira, que exige a autorização da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para lançar os serviços no país. A Virgin já tem um parceiro na manga: a Telefônica/Vivo, que fechou acordo com a operadora inglesa para que ela possa usar a rede no Brasil.

Operadora móvel virtual

A atuação da Virgin no Brasil será um pouco diferenciada. A operadora inglesa será uma operadora móvel virtual que fará uso da rede já existente no país, dividida entre Tim, Claro, Oi e Vivo.

De acordo com levantamento divulgado pela Reuters, a Virgin Mobile possui uma base de 18 milhões de assinantes em 10 países.

A chegada da operadora britânica ao país é ótima na medida em que acirra a concorrência (portanto mexendo com os preços praticados) e dá mais poder de escolha ao consumidor. O México é outro país que receberá o serviço já este ano. A Virgin chega ao Brasil em 2015.

Cupons de desconto TecMundo: