(Fonte da imagem: Reprodução/Ministério das Comunicações)

Em acordo com o Ministério das Comunicações, a Fifa definiu nesta segunda-feira (28) que é ela quem vai pagar pela infraestrutura de telecomunicações a ser usada no Brasil durante a Copa do Mundo de 2014.

Em entrevista à Agência Brasil, o ministro Paulo Bernardo disse que o acordo foi acertado de forma que beneficie ambas as partes. “Tínhamos algumas diferenças entre o ministério e a Fifa sobre o que era infraestrutura e o que era serviço. Resolvemos tratar que o que vai ficar no Brasil antes e depois da Copa será de responsabilidade do ministério. O que vai ser usado apenas na Copa será pago pela Fifa.”

Segundo o titular da pasta, o Governo Federal deve investir um total de R$ 380 milhões nas telecomunicações, sendo que cerca de R$ 200 milhões serão repassados ao orçamento de 12 redes metropolitanas.

Os R$ 180 milhões restantes serão investidos pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em treinamento, equipamentos, rede, entre outros. No entanto, o orçamento ainda está sendo definido.

Para Jérôme Valcke, secretário geral da Fifa, a área de comunicação é fundamental para a Copa e a preocupação atual é que todos os prazos estabelecidos sejam cumpridos. “Estamos trabalhando para que tudo fique pronto a tempo. Insistimos nos eventos testes para resolver possíveis problemas. Alguns estádios serão entregues apenas no final deste ano. Mas tem que entregar no prazo, para que todo o trabalho a seguir tenha prazo suficiente.”

Cupons de desconto TecMundo: