O famoso “vai ou racha” sempre se aplicou aos smartphones (literalmente). Ainda que muitos aparelhos high-end do mercado prometam pompas e invencibilidades, nenhum possui uma tela verdadeiramente inquebrável – até agora. Cientistas da Universidade de Akron, nos Estados Unidos, conseguiram criar uma supertela a partir de eletrodos transparentes.

O material que a maioria dos smartphones utiliza é revestido a partir de uma substância condutiva de óxido de estanho, que também é utilizada em televisores de plasma, LCD e outros dispositivos. O problema é que esse material, além de relativamente frágil, é caro, e é por isso que os pesquisadores têm buscado soluções alternativas para otimizar a planilha financeira e o ecossistema – foi exatamente aí que os especialistas de Akron acharam o ponto.

Em um estudo publicado no veículo ACS Nano, o professor-assistente de ciência polímera Yu Zhu descreveu um método de criar telas a partir de eletrodos de metal fundidos em uma camada de polímero. O resultado foi um display altamente resistente e praticamente inquebrável – e o melhor de tudo: mais barato.

De acordo com Zhu, sua invenção poderia substituir uma enorme porção de telas no mercado. “Esperamos que esse método apareça no mercado como um competidor verdadeiro do óxido de estanho. O problema chato de uma tela rachada de smartphone pode ser resolvido de uma vez por todas com a flexibilidade do material”, declarou o professor-assistente em press release oficial.

Cupons de desconto TecMundo: