Ex-engenheiros da Apple criam forno de US$ 1,5 mil que cozinha sozinho

2 min de leitura
Imagem de: Ex-engenheiros da Apple criam forno de US$ 1,5 mil que cozinha sozinho
Avatar do autor

Não há dúvidas de que a tecnologia tem facilitado (e muito!) nossas vidas. Há vários equipamentos capazes de realizar tarefas que antes eram consideradas complicadas em poucos segundos, e nessa lista podemos incluir facilmente o forno que é conhecido como June.

Desenvolvido por um time que conta com engenheiros que trabalharam na Apple, June mostra que não é um equipamentozinho qualquer: o aparelho terá entre seus componentes uma tela de toque de cinco polegadas, conexão WiFi, um processador Nvidia Tegra K1 e uma câmera localizada no topo do forno que será a responsável por identificar o alimento que está em seu interior e ajustar o tempo correto para prepará-lo.

A câmera, aliás, não será útil apenas nesse sentido. Graças a uma integração com o smartphone ou tablet do usuário, ela vai permitir que todo o processo de preparação seja acompanhado pela tela do aparelho, além de oferecer a possibilidade de tirar fotos daquilo que está sendo preparado para compartilhar nas redes sociais.

Entendendo como tudo funciona

De acordo com Nikhil Bhogal, um dos responsáveis pela criação de June, o aparelho usa algoritmos de computador para saber a diferença entre dois pedaços de carne que vieram de animais diferentes – ou seja, a ideia é não ter erros ao preparar um bife ou alguma peça vinda de um porco, por exemplo.

Além disso, todo o sistema foi desenvolvido para saber quando é preciso realizar operações diferentes. Colocar uma rosca em seu interior não vai fazer com que June identifique apenas que há algo, mas que está em uma posição específica e que é necessário deixar a parte superior mais crocante e a parte de baixo um pouco macia.

Evidentemente, tudo isso é oferecido por um preço um pouco alto para alguns bolsos: US$ 1.495 (sem taxas ou inclusão de impostos, o equivalente a aproximadamente R$ 4.590) para ter uma unidade do aparelho, que já está em pré-venda (basta realizar um pagamento de US$ 95) e deve ter suas primeiras unidades entregues no final do ano. Porém, isso é algo que possivelmente muitas pessoas vão compreender como algo vantajoso após um tempo.

“Achamos que esse aparelho funciona em 80% dos casos quando se tem uma família pequena. Se você está preparando seis cookies para a sobremesa de uma família com três ou quatro pessoas, você não precisa usar o seu forno convencional apenas para fazer isso. Com o uso constante, June vai funcionar muito melhor, tanto no que diz respeito à energia quanto na relação com os gastos”, explicou Bhogal.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Ex-engenheiros da Apple criam forno de US$ 1,5 mil que cozinha sozinho