O Departamento de Defesa dos Estados Unidos está desenvolvendo um sistema que permite a veículos “conversarem” entre si, sem a necessidade de interação com seres humanos. O CUSTD (Collaborative Unmanned Systems Technology Demonstrator) se utiliza de computadores integrados em um sistema avançado de colaboração, sensores de movimento e interfaces padrão para criar um sistema autônomo com capacidades únicas.

A ideia é que, por exemplo, duas aeronaves e um veículo terrestre sejam capazes de executar uma missão completa sem a ajuda de humanos. Em um cenário feito para testes no CUSTD, dois aviões procuram por um alvo em uma área enorme.

Enquanto um deles encontra o que procura, o sistema de rádio mostra as localizações via GPS para o veículo em terra, para que ele encontre o mesmo local e se aproxime, recolhendo dados sobre a situação de uma perspectiva diferente. Isso sem nenhum humano envolvido nas decisões.

Lora Weiss, membro do projeto no Centro de Informação e Análise Militar (SENSIAC), comenta que “esse sistema demonstra não apenas a interoperatividade colaborativa entre veículos dissimilares, mas também mostra inúmeras tecnologias que podem ser incluídas no processamento de dados, desde sensores infravermelhos, câmeras de vídeo e imagem e sinais sofisticados”.